UNIVERSO POLYANA: Horário de verão e filho

22.10.2013 – Estamos somente no terceiro dia do Horário de Verão e digo que, por aqui, as coisas andam todas embaralhadas. E por aí?!

Gente, eu AMO horário de verão! Sempre adorei! Não muito pela manhã, mas pelo final do dia. Que delícia sair do trabalho, pegar meu filho na escola e ainda ser dia! Parece que os nossos momentos rendem mais…

Entretanto, a hora de dormir e a hora de acordar são de arrepiar os cabelos.

Ontem, às 21h, Miguel estava totalmente elétrico. Minha casa estava de ponta cabeça, pois ele resolveu brincar com todos os jogos do baú: parecia que tinha chovido moedas do Boca Rica na minha sala, logo após do Super Man desvendar que ele era o Batman e, em seguida, o Homem Aranha. Depois, resolvemos fazer uma torre de Legos com degraus que não acabavam mais, ele queria ir até o céu! Hahaha, fantástica a criatividade de uma criança.

– Filho vamos tomar banho?IMG_7982[1]
– Não, mãe, estou brincando.
– Filho, já são 21h, hora do banho!
– Mãe, só mais um pouquinho, estou construindo um “negócio”.

É impressionante como uma criança de quase 3 anos já sabe negociar desde cedo. Me pergunto onde ele encontra argumentos plausíveis para me convencer que “claro que pode só mais um pouquinho”.

– Pronto filho, já deu. Agora vamos!

E ele parece obedecer. Tira a roupa do super herói, depois de ter trocado de identidade pela terceira vez, e sai correndo pelado pela casa. Parece um louco! Enquanto isso, eu ligo o chuveiro.

Ele entra no banho, e eu me dou o direito de respirar um pouco. Qual mãe não aproveita esse momento para relaxar, mesmo que seja por alguns segundos? rs Ainda mais na hora da minha novela! Ok, detesto esse vício maldito! Mas é meu momento, ou era… sem precisar ouvir a programação completa do Discovery Kids.

Intervalo! Hora de dar banho no pequeno. Abro a porta do box, no meu minúsculo banheiro. Passo o sabonete e Miguel quer segurar o chuveirinho. Ele vira de costas para mim, enquanto eu o ensaboo-o, e chuáááááá, em questões de segundos ele erra a mira do chuveirinho (propositalmente, claro) e molha todo o meu rosto, minha blusa, minha calça e o chão do banheiro! Que delíciaaaaaaaaaa! Ahahahahahah

– Filhooo! Você me molhooouuuu!

E ele cai na risada, achando tudo aquilo muito engraçado. Mas talvez não seja motivo para se estressar, resolvo brincar e dizer “seu maluco” – frase que repetimos a todo momento!

A hora de colocar o pijama eu nem vou contar, pois levarei horas detalhando o tanto que demoro. Ele vira de um lado, vira do outro, não quer colocar a blusa, pena a fralda da cama (pois não quer mais vesti-la), se esconde debaixo do lençol… Mas horas depois ele está pronto para dormir… ou não!

Ele mama e fica em paz por alguns minutos. De repente, como se tivesse tido a melhor ideia de todas, dá um salto, joga a chupeta e diz “mãe, meu tênis, preciso colocar”

– Tênis? Colocar? Às 22h? Pra quê, filho?
– Mãe, já volto!

E juro, ele foi no quarto procurar o tênis, quando estava pronto pra dormir. De repente, aparece com o tênis no pé, calçado, às 22h. Pra quê? Não faço ideia, ele não quis me dizer! Ahahahahahah

– Filho, vem, vamos contar uma história para dormir! Tira o tênis.
– Não, mãe, quero ficar de tênis.
– Filho, não na cama, né? Tênis é para usar no chão.

E começamos a argumentação do tênis.

IMG_8280B

Bom, eu sempre quis criar o hábito de ler para meus filhos antes de dormir, pois nunca fui fã de ler. Então, resolvi tentar adquiri-lo. O único problema é que, desde que começamos, ele quer o meeeeeeeeeeeeesmo livro, todas as noites.

– Mãe, a história do ratinho.
– De novo, filho? Escolhe outro! Vamos contar a história do astronauta!
– Não, mãe, do ratiiiiiinhooooo!
– Mas, filho, essa nós já lemos 347 vezes! (brincadeira, rs)
– Mãe, quero do Ratinho, pega lá, por favor!

E lá vou eu, pegar o livro do Ratinho, às 22h30, para ler pela 348ª vez “O ratinho curioso”. Já sei de cor, e ele também! Até gesticula as minhas brincadeiras; é mágico! O bom é que, no final da história, o Ratinho Curioso dorme de verdade, então, é meu gancho de dizer “E agora, o Miguel também vai dormir. Boa noite Ratinho, Boa noite Miguel”

Por um momento apagamos as luzes, nos abraçamos, e ele fica me olhando.

– Mãe, quero dar boa noite pro meu pai.
– Filho, não começa, você já deu 3 vezes boa noite para seu pai. Vamos cantar uma musiquinha de dormir.
– Eu quero o “tá na hora de dormir”
– Tá bom, filho….”Tá na hora de dormir….”

E depois de cantar 6 vezes a música no modo repeat, ele adormece, às 23h! E eu estou tão, tão, tão exausta (porque também inventei de começar o projeto verão e caminhar na Lagoa às 7h) que nem tenho vontade de fazer mais nada. Deixo a casa uma bagunça, a louça por lavar, a roupa batida na máquina e adormeço junto com ele. Amanhã o dia começa tentando fazê-lo acordar. Por que será que é tão tão difícil??? Ah é! Horário de Verão! Eu amo! rs

Boa semana meninas!!!! Aproveitem bem o horário de verão!!!!! Quando ele estiver acabando, eles se acostumam! Será?! Como andam as coisas por aí?!

 

Ir para a escola de Meia? – Leia outra matéria do UNIVERSO POLYANA.

 

Polyana Pinheiro

Escrito por: Polyana Pinheiro

Confira os 135 posts publicados pela Polyana Pinheiro

Veja Tambm