O primeiro ano de vida do bebê

01.04.2014 – Quem é mãe sabe o quanto é incrível o primeiro ano de vida do bebê! São tantas descobertas, tanto desenvolvimento, tantos desafios e, também, tanta alegria para a família!

Hoje vou falar um pouquinho de como é este primeiro ano de vida do bebê, ilustrando cada fase com imagens lindas de bebês amigos nascidos no ano de 2013 e que já completaram ou vão completar 1 aninho neste ano de 2014! Desde já, agradeço a todas as Mães Amigas que participaram enviando essas fotos maravilhosas!

Aproveitando, a foto de capa é da filha da Mãe Amiga Jalile Garcia, a pequena Valentina, nascida em 29.08.2013, ao completar um mês de vida.

IMPORTANTE: antes de começarmos, tenha em mente que cada bebê tem seu ritmo de desenvolvimento e o que descrevo aqui são informações gerais, apenas para você acompanhar. Somente o pediatra pode avaliar o desenvolvimento do SEU filho, ok?

O primeiro ano de vida do bebê

Ana Clara, nascida em 12.07.2013, em primeira vez na praia. Filha da Mãe Amiga Viviane Sampaio.

 

1 mês

Que delícia, bebê em casa, família contente, mamãe um pouco (ou muito rs) cansada, várias visitas e, quando você menos espera, seu bebê começa a levantar a cabeça e até virar para os dois lados. Aí você logo pensa “será que ele está me procurando?”. Pode ser, com o fortalecimento gradual da região cervical, ele vai começando a descobrir o mundo ao seu redor.

O primeiro ano de vida do bebê

Rafael, nascido em 21.11.2013, aos nove dias de vida. Filho da Mãe Amiga Gabriela Durigan Pessini.

E descobrindo a si próprio também! Ele adora segurar as próprias mãos e pés (e que pezinhos deliciosos, né? Eu costumava dizer que os pezinhos da Yasmin pareciam bisnaguinhas! rs).

Nesse primeiro mês de vida, é importante para o bebê ouvir a voz da mamãe. Eu costumava descrever para a Yasmin tudo que ia fazendo: “agora a mamãe vai limpar seu bumbum e trocar a sua fralda”, “agora vamos tomar um banho gostosinho, vou molhar o pescoço, o cabelo, passar o shampoo” etc. Faço isso até hoje – e olha que ela já tem mais de três anos! Isso ajuda o bebê a reconhecer a mamãe, o som da sua voz e sentir-se cada vez mais seguro no ambiente novo que é sua casa e não a barriga da mamãe. Ah, a voz do papai também é super importante, então, bora falar “bebezês”!

Se você for mãe de primeira viagem, talvez fique surpresa ao perceber que o bebê sustenta seu peso nas pernas direitinho ao ser auxiliado pelo pediatra nas primeiras consultas, é uma emoção!

Ainda no primeiro mês, o bebê começa a desenvolver a audição e a visão (saiba como cuidar da saúde auditiva do bebê). Para isso, os móbiles musicais que se movimentam e tocam músicas suaves são excelentes estimuladores. Você também pode brincar com sons bem característicos, como um sino, por exemplo, e observar as reações dele a esse estímulo.

 

2 meses

O primeiro ano de vida do bebê

Murillo, nascido em 27.09.2013, dando seu primeiro sorriso na véspera de Natal. Filho da Mãe Amiga Michelle Campos Vicente.

Pode ser que agora aquela ansiedade, aquele medo de cuidar de um recém-nascido já tenham diminuído e a mamãe consiga relaxar mais um pouco. E aí, os sorrisos vão brotar pela casa porque quem vai aprender a sorrir é o seu bebê, seja espontaneamente ou em resposta a algum estímulo. Em alguns casos, pode até surgir uma gargalhada e gritinhos! Inevitavelmente, toda a família vai sorrir muito com essa emoção! Para quem gosta de anotar cada passo do desenvolvimento do bebê, vale anotar a data do primeiro sorriso no livro do bebê!

Aos dois meses, ele vai se interessar por muitas coisas dentro de casa – e fora dela também! Lembre que os passeios diários com banhos de sol (saiba mais) são super importantes para ele, aproveite para curtir esse momento e estimular seu filho, pode ser com alguns brinquedos no carrinho mesmo, enquanto apreciam a natureza ao redor.

Pode ser que ele durma durante o passeio de carrinho, afinal, ainda dorme bastante e por longos períodos, é o desenvolvimento dos ciclos de sono (saiba mais sobre o sono do bebê). Por outro lado, como descansa mais tempo, também fica mais tempo acordado durante o dia – e aí quer mais é brincar! Pode tentar pegar alguns brinquedos, agora já com intenção e movimentos mais coordenados, por isso, deixe sempre por perto brinquedos seguros (grandes o suficiente para não engolir, sem partes que machuquem e que ele consiga segurar com as mãozinhas). Chocalhos são uma ótima pedida!

 

3 meses

Agora o bebê já dorme por mais tempo e os pais ficam um pouco mais descansados, alguns dormem até a noite toda, acordando uma ou duas vezes para mamar. É importante estabelecer uma rotina de sono, colocando-o para dormir sempre no mesmo horário, isso vai deixá-lo mais seguro em relação ao que vai acontecer – e consequentemente o sono será mais tranquilo.

O primeiro ano de vida do bebê

Isabella, nascida em 12.10.2013. Filha da Mãe Amiga Paolla Limy Alberton.

Uma boa dica é começar a ler histórias infantis todos os dias antes de dormir. Procure histórias bem curtas e simples, aos poucos ele vai absorvendo seu vocabulário e isso fará parte do dia a dia de vocês, sendo incrementado com o tempo.

Aproveite para estimular a linguagem, faça perguntas, observe suas reações, cante músicas… ele vai percebendo as entonações diferentes, vai compreendendo que há inúmeras maneiras de se comunicar (saiba mais sobre a comunicação do bebê).

A parte muscular já está mais desenvolvida e o pescoço vai ficando cada vez mais firme. Tente deixá-lo sentado, com apoio nas costas, para que ele mantenha o pescoço ereto por algum tempo, pois ele já é capaz de se manter assim. Ele também é capaz de manter-se de pé se for segurado e você pode fazer isso em alguns momentos do dia, por períodos curtos, para não cansar.

Eles adoram levantar a cabeça quando estão deitados, e as perninhas também, é uma festa! Estimule-o a chutar e a desenvolver ainda mais a flexibilidade. Deite-o na cama ou num colchonete e fique na sua frente tentando pegar seus pezinhos, ele vai adorar a brincadeira!

O bebê já reconhece vocês e fica feliz ao avistar o papai e mamãe e os procura, virando a cabeça para o lado de onde o som ou a voz estiver vindo. Brinque com isso. Quando houver outras pessoas em casa, deixe que ele perceba outras vozes, o latido dos cachorros, o canto dos passarinhos, tudo isso vai estimulando sua audição.

 

4 meses

Agora todo cuidado é pouco! O bebê já consegue rolar na cama, no trocador, e assim podem ocorrer quedas, não o deixe sozinho nessas situações um segundo sequer, pois ele quer explorar o mundo, afinal, seu campo de visão está se ampliando! (se ele cair e bater a cabeça, saiba aqui o que fazer).

O primeiro ano de vida do bebê

Enrico, nascido em 03.10.2013. Filho da Mãe Amiga Lucianna Zuccato Barão.

Agora é o momento de deixá-lo naqueles tapetes de atividades no chão. Ele poderá explorar cores, texturas, sons e movimentos em segurança.

Ele já mama com menos frequência e maior quantidade, ficando saciado por algumas horas. Porém, a boca é seu “Google”, através dela ele tenta descobrir o mundo e tudo que pega leva à boca. Deixe-o explorar. Coloque brinquedos tipo mordedores a uma curta distância e não o ajude, deixe que ele vá pegar, pois ele já consegue mudar de posição. Ele ficará radiante com sua conquista – e você também, claro! Apenas lembre-se de manter esses brinquedos sempre limpos e longe dos animais de estimação, que também podem se interessar por eles!

Nessa idade, sua linguagem está um pouco mais elaborada e ele pode tentar repetir, imitando vários sons. Pode ser o famoso “gugu dadá” ou qualquer outra brincadeira que se estabeleça entre vocês. Aos quatro meses, a Yasmin adorava falar “aaaaaaaaaaaaaaaaaa”. Brincava com isso o tempo todos e a gente ia estimulando. Aos poucos, ela foi elaborando mais, passou a fazer “aaaa aaaa aaaa”, depois “maaaaa” e depois, finalmente “mamaaaa”. Eu acha que ela estava me chamando rs, mas agora vejo que não, só estava brincando com suas primeiras palavras!

Com a boca sendo tão importante nessa idade, o bebê pode babar muito e os primeiros sinais da dentição podem surgir, com a gengiva mais firme, mas os dentes mesmo ainda demoram uns dois meses para nascer.

A amamentação exclusiva é recomendada pelos médicos até o sexto mês de vida, mas agora o bebê já está com o sistema digestivo apto a digerir papinhas e, se necessário, você pode começar a planejar a introdução de novos alimentos.

 

5 meses

O bebê começa a expressar algumas emoções, pode sentir mais a ausência dos pais e logo aprende a pedir colo, levantando os bracinhos. Gosta de interagir o tempo todo e aprende a relação causa e efeito. Vai adorar os brinquedos desse estilo, pode ser aqueles que ele aperta um botão e sai um som ou cai uma bola.

Também vai curtir jogar objetos só pra que a mamãe pegue. Ele não está te provocando (no mau sentido), mas descobriu que suas ações geram reações. Aproveite, isso pode ser muito divertido e proporcionar boas risadas!

O bebê já é capaz de ficar sentado sem apoio. Proteja-o para que não se machuque ao cair, você pode envolvê-lo com travesseiros, com a almofada de amamentação ou até com reaproveitamento de materiais. Na escolinha da Yasmin, havia algo interessante. Eles limpavam e decoravam pneus e colocavam os bebês sentados lá dentro. A forma a o material do pneu ajudavam muito os bebês a se manterem sentados sem risco até que eles tenham segurança de sentar sem apoio.

Giovana, nascida em 02.04.2013. Filha da Mãe Amiga Lu Contin de Mello.

Giovana, nascida em 02.04.2013. Filha da Mãe Amiga Lu Contin de Mello.

Deixá-lo de bruços também é importante, para que ele tente levantar e fortalecer o tronco, o pescoço e os ombros.

Sua independência começa a ser mostrada quando ele tentar segurar a própria mamadeira, claro que com a ajuda da mamãe. Ele já é capaz de pegar objetos pequenos e transferi-los de uma mão para a outra.

Os sons são muito mais interessantes agora, ele começa a reconhecer o som de seu próprio nome e você vai perceber que ele se volta corretamente para a direção dos sons.

 

6 meses

Agora o bebê já é capaz de executar movimentos que exijam coordenação motora fina e consegue pegar objetos usando a pinça formada com o polegar e o dedo indicador.

O bebê já está com a visão e a audição quase que totalmente desenvolvidas e pronuncia mais variedades de sílabas, como “ba”, “bo”, “bu”, “da”, “pa” etc. Aproveite e estimule-o bastante, preste atenção ao que ele “diz”, concorde com a cabeça, isso tudo ajuda a desenvolver sua linguagem.

O primeiro ano de vida do bebê

Laura, nascida em 02.05.2013, filha da Mãe Amiga Vivian Motta.

Os livrinhos despertam cada vez mais o interesse e você pode aproveitar que seu corpo já se sustenta sentado para explorar livrinhos de banho (leia mais aqui), vai ser uma festa na banheira!

Nesta fase, o bebê já percebe que consegue chamar a atenção da mamãe, seja com sorrisos, brincadeiras e gargalhadas, seja com birras, com bagunça, gritos ou choro, muito choro quando não consegue o que quer…

Pode ser que os primeiros dentinhos (saiba o que fazer) já tenham apontado (leia sobre a primeira consulta ao dentista). E, se ele estava com amamentação exclusiva, agora já pode começar a comer papinhas de legumes, tomar suco de frutas, descobrir novos sabores. A primeira papinha é sempre uma alegria em casa e merece registro em foto, quem não gostaria de recordar aquela boquinha toda melecada?!

Lembre-se que, desde os primeiros meses de vida, é importante estar atenta à alimentação do bebê, oferecendo opções saudáveis e adequadas à sua idade e capacidade de mastigação. Em geral, consegue-se oferecer uma ótima alimentação a partir das orientações do pediatra (lembrar de orientar a escolinha também, se ele já frequentar), mas em alguns casos, o acompanhamento de uma nutricionista infantil pode ajudar muito a educar o paladar, estimular a mastigação e a deglutição e proporcionar a diversidade alimentar.

 

7 meses

O primeiro ano de vida do bebê

Clara, nascida em 07.08.2013. Filha da Mãe Amiga Raquel Stefanini Romero.

Aos 7 meses, o bebê já é capaz de bater palmas e isso é uma alegria dentro de casa. Que mãe não sonha com o parabéns do aniversário de 1 aninho ao ver seu filho bater palmas pela primeira vez?

Ele também já senta sozinho e reconhece seus brinquedos e até tem seus favoritos, que manuseia de várias maneiras nas duas mãos. Aliás, adora segurar tudo, a colher, o copo, a bola, o controle remoto, a pomada de assaduras rsrs…

Os brinquedos de encaixar são ótimos, principalmente os coloridos, pois aí ele pode aproveitar para agrupá-los por cor e vai desenvolvendo essa habilidade também. Sentado sem apoio, ele pode gostar muito dessa brincadeira.

Nesta idade, o bebê adora brincar de “escondeu, achou”, de olhar no espelho e ver duas mamães rsrsrs. Sua linguagem está muito mais elaborada, imita sons, duplica sílabas e fala “papá” ou “mamá” com a intenção de chamar o papai e a mamãe, o que é uma grande emoção!

Nesta idade, nos pegamos repetindo a mesma coisa mil vezes… “o copo é para ficar no cadeirão, e não no chão”, não coloque o dedo na tomada!”… e por aí vai. Tem que repetir mesmo porque ele ainda não é capaz de armazenar as informações.

 

8 meses

O primeiro ano de vida do bebê

Luisa, nascida em 20.05.2013. Filha da Mãe Amiga Cibele Saiff.

Ele quer explorar o ambiente! E, para isso, pode começar a engatinhar, a se arrastar, às vezes até a levantar se segurando em algum móvel. E lá vai a mãe ou o pai correndo atrás pra evitar um tombo mais sério. É importante manter a casa segura, ter cuidado com tapetes, escadas e várias outras coisas (leia mais aqui).

É claro que a segurança é fundamental, mas também é importante deixar que o bebê faça suas próprias descobertas, inclusive levantando e caindo. É normal e saudável.

Seu raciocínio está mais rápido e ele o demonstra nas atitudes com vários objetos, como pegar o telefone e colocar na orelha, pegar uma colher e colocar na boca do cachorro, pegar um pente e pentear o cabelo etc.

Sua coordenação motora e reflexos também estão mais apurados e ele pode adorar brincar de atirar as coisas no chão. Não se irrite, não é pessoal, ele só está descobrindo do que é capaz… Uma ótima brincadeira para esta idade é jogar bola pra ele, pois ele já é capaz de jogar de volta pra você.

Sua fala está se desenvolvendo rapidamente (saiba mais aqui), ele imita sons, sílabas, duplica sílabas, chama mamãe e papai com frequência e adora “conversar” e “cantar” (saiba mais sobre aulas de música para bebês) e é capaz de apontar o que quer com o dedo, a dar tchau com as mãozinhas, mandar beijinhos, fazer carinho nos rostos das pessoas, uma fofura sem fim!

Mas, nessa idade também pode começar o que se chama de ansiedade de separação. O bebê pode recusar o colo de pessoas estranhas e chorar ao ver a mamãe saindo do ambiente.

 

9 meses

Agora ele já fica em pé sozinho e consegue alcançar várias coisas, é o momento em que a decoração da casa começa a mudar rsrsrs… Objetos frágeis e perigosos vão para o alto porque ele quer pegar tudo!

O primeiro ano de vida do bebê

Júlia, nascida em 15.07.2013. Filha da Mãe Amiga Bruna Pansani.

Brincar na areia da praia pode ser uma delícia, pois ele conseguirá manter-se em pé por mais tempo, vai fortalecer seus músculos e, se cair, o solo é fofinho! Pode ser a areia do parquinho também, e não só para ficar em pé, mas para criar objetos de areia, os bebês adoram!

Além da areia, o bebê pode começar a explorar vários tipos de texturas de uma forma segura. Proponha brincadeiras com fubá, maizena, farinha, água com corante comestível, figuras de revistas, papel laminado, papel crepom, papel de seda, jornal amassado…

Também vai começar a imitar tudo que os adultos fizerem, é uma delícia brincar de caretas nessa idade!

Excelentes brinquedos para essa fase são aqueles tipo “caixa-encaixa”, com objetos para inserir nos lugares corretos, portinhas, janelinhas etc. Mesmo alguns utensílios de cozinha podem mantê-lo distraído por bastante tempo, como potes de plástico (ou tuperwares) de vários tamanhos e tampas de cores e formatos diferentes.

 

10 meses

O primeiro ano de vida do bebê

Alice, nascida em 21.08.2013. Filha da Mãe Amiga Alessandra Prado.

A palavra da vez é movimento! O bebê vai pra lá e pra cá, seja engatinhando, se arrastando, engatinhando pra trás de bumbum, abaixando e levantando… ele não para! rsrs

A linguagem torna-se mais concreta e ele pode aprender a falar uma palavra (além de mamá e papá), mas já compreende muitas delas. Perceba o interesse dele por alguns objetos e vá ensinando seus nomes, reforçando os nomes dos familiares, dos animais de estimação, dê nomes aos brinquedos, deixe-o falar ao telefone com alguém, ele vai se divertir!

Um espelho também é super recomendado nessa idade e permite que a criança observe seus movimentos, seus gestos e suas falas (leia mais aqui).

Agora ele já pode descobrir os prazeres do desenho, pois tem coordenação motora fina para segurar um giz de cera ou até objetos bem pequeninos. Um caderno de desenhos e uma caixa de giz atóxico serão interessantíssimos.

Você também pode estimular seus movimentos das mãos e dos dedos brincando de massinha. Faça uma massinha de modelar caseira e comestível (veja aqui como fazer) e una o útil ao super agradável! Não se preocupe em modelar nada de fato, você até pode comprar as forminhas de bichinhos, frutas, carrinhos etc., mas o mais importante aqui é deixar amassar, puxar, enrolar, enfim, explorar todas as possibilidades que as massinhas oferecem.

Outra brincadeira que vai ter sucesso garantido é o uso de tinta caseira. Você pode pegar a água do cozimento da beterraba, um pedaço de esponja, cartolina e pronto, a bagunça vai começar. Não se estresse com a sujeira, escolha um local que possa ser lavado depois e deixe o bebê só de fralda curtindo a pintura!

Assim, as mãozinhas vão ganhando força e coordenação. Não se esqueça que o aniversário de um aninho está chegando, vale treinar bater as palmas e cantar parabéns!

 

11 meses

O primeiro ano de vida do bebê

Maria Luiza, nascida em 18.02.2013. Filha da Mãe Amiga Carol Mancera.

Como ele já fica em pé, você pode estimular vários sentidos aos mesmo tempo, propondo brincadeiras de pintura ou colagem em uma cartolina afixada na parede. Inevitavelmente, ele terá que abaixar, levantar, ficar em pé, sentar…

Nesse momento, ele também gosta de tentar tudo sozinho, sem ajuda. Isso é super positivo, principalmente nas refeições. Deixe-o pegar os alimentos e até brincar com eles nas mãos. Em paralelo, você vai alimentando também e todos ficam satisfeitos!

Seu bebê já deve ter duas ou mais palavras em seu vocabulário e, provavelmente, gosta muito de ver os clipes musicais da Galinha Pintadinha, dos Pequerruchos, do Jacarelvis ou dos Backyardigans, super coloridos, com rimas fáceis e alegres (calma, o interesse pela Peppa Pig ainda está por vir, deixa ele crescer mais um pouquinho rsrsrs).

Também está cada vez mais interessado em histórias infantis e contar-lhe histórias diariamente (saiba aqui como contar uma história) é uma excelente maneira de ampliar seu vocabulário e sua compreensão da língua portuguesa. E você não precisa ficar presa a histórias conhecidas, invente sua própria história, da borboleta, do passarinho, da banana, da bola, do caminhão…

O bebê já está demonstrando suas preferências, sua personalidade, o que o faz feliz ou o que o deixa bravo. Pode ficar triste com a despedida da vovó, que passou um tempinho com ele e retorna para sua casa… Procure identificar acontecimentos externos que influenciem os sentimentos dele e converse, explique que outro dia a vovó voltará, que ela o ama mas também tem sua casa para cuidar etc. Ele pode não responder a você, mas já consegue compreender o que você diz de maneira simples e objetiva, sem palavras complicadas!

 

12 meses

O primeiro ano de vida do bebê

João Otavio, nascido em 16.03.2013. Filho da Mãe Amiga Sofia Bertolucci Oliveira.

Agora, o bebê já está apto a comer comida semelhante aos demais integrantes da família, em menor quantidade, claro, com pedaços pequeninos e tempero suave. Deixe-o apreciar este momento e demonstrar suas preferências. Se ele quiser usar as mãos, permita. Se ele quiser a colher, coloque-a sobre a mesa ou cadeirão bem à sua frente e deixe que ele escolha com que mão quer segurar.

Com o mundo a descobrir, pode ser que fique mais difícil fazer a soneca da tarde, mas ela ainda é importante para o seu desenvolvimento porque o cérebro continua se desenvolvendo durante o sono. Então, procure respeitar sua rotina de descanso.

Agora a diversão está em entrar e sair das caixas de papelão, empurrar as coisas, atirar brinquedos (quanto mais longe e barulhento, melhor rsrs, invista em um joguinho de boliche!) e pode enlouquecer com um conjunto de canetinhas! Certifique-se de que sejam atóxicas e monitore seu uso, afinal, (quase) nenhuma mãe gosta de ver a parede da sala toda rabiscada (veja aqui o que filhos amigos são capazes de fazer)…

A fala acontecerá naturalmente. Nessa idade, o bebê fala de 3 a 5 palavras, mas você pode ajudá-lo estimulando seu raciocínio. Pergunte-lhe coisas e não responda por ele. Aos poucos, ele mesmo será capaz de responder.

O primeiro ano de vida do bebê

Beatriz, nascida em 20.05.13. Filha da Mãe Amiga Maria Carolina Sae.

Finalmente, o aniversário está chegando, será que vai andar na festa? Pode acontecer, mas não necessariamente. Muitos bebês começam a andar (ainda meio que cambaleando) aos 12 meses, mas a maioria está apta a fazer por volta dos 14 meses mesmo. Então, segure a ansiedade e apenas curta o que seu pequeno é capaz de fazer. Pense bem, neste primeiro ano de vida ele aprendeu tanta, mas tanta coisa, que andar é apenas um detalhe!

Curta, aproveite, divirta-se, emocione-se e deixe-se levar por este ano incrível e incomparável, o primeiro ano de vida do bebê!

 

Bebês Amigos fofíssimos

O primeiro ano de vida do bebê

Frederico, nascido em 14.11.2013, com o irmão Henrique. Filhos da Mãe Amiga Adriana Nieble.

O primeiro ano de vida do bebê

Henrique, nascido em 17.08.2013, na maternidade com o irmão Felipe, recém-operado do coração. Filhos da Mãe Amiga Leticia Regazoli Dessunti.

Théo, nascido em 11.06.2013. Filho da Mãe-Amiga Carolina Fantinati de Camargo.

Théo, nascido em 11.06.2013. Filho da Mãe-Amiga Carolina Fantinati de Camargo.

O primeiro ano de vida do bebê

Caio, nascido em 27.08.2013. Filho da Mãe Amiga Daniela Mendonça Cardoso.

O primeiro ano de vida do bebê

Bernardo, nascido em 31.20.2013, comemorando o Ano Novo. Filho da Mãe Amiga Daniela Boarin.

O primeiro ano de vida do bebê

Gustavo, nascido em 24.04.2013. Filho da Mãe Amiga Ale Ferreira.

João Gabriel, nascido em 24.03.2013, comendo papa salgada dada pela vovó. Filho da Mãe Amiga Roberta de Melo Stellino.

João Gabriel, nascido em 24.03.2013, comendo papa salgada dada pela vovó. Filho da Mãe Amiga Roberta de Melo Stellino.

O primeiro ano de vida do bebê

Guilherme, nascido em 15.10.2013. Filho da Mãe Amiga Silvia Delman.

O primeiro ano de vida do bebê

Isadora, nascida em 29.05.2013. Filha da Mae Amiga Mikaela Fumberg.

O primeiro ano de vida do bebê

Maite, nascida em 12.07.2013, na primeira aula de natação. Filha da Mãe Amiga Gerusa Gasparini.

Manuela, nascida em 04.03.2013, segurando mamadeira pela primeira vez. Filha da Mãe Amiga Carolina Stenico.

Manuela, nascida em 04.03.2013, segurando mamadeira pela primeira vez. Filha da Mãe Amiga Carolina Stenico.

O primeiro ano de vida do bebê

Guilherme, nascido em 29.09.2013. Filho da Mãe Amiga Cristina Bueno.

Júlia, nascida em 04.07.2013. Filha da Mãe Amiga Bianca Miranda.

Júlia, nascida em 04.07.2013. Filha da Mãe Amiga Bianca Miranda.

O primeiro ano de vida do bebê

Francisco, nascido em 22.03.2013, na primeira vez que sentou aos 6 meses. Filho da Mãe Amiga Giuliana Parreiras.

Ana Luiza, nascida em 21.01.2013. Filha da Mãe Amiga Monizze Neves de Freitas.

Ana Luiza, nascida em 21.01.2013. Filha da Mãe Amiga Monizze Neves de Freitas.

 

Você pode gostar de ler:

Saiba se seu filho está se desenvolvendo corretamente / conheça o teste de Denver

Brinquedos que desenvolvem

Por que meu filho acorda a noite toda?

Choro do bebê, como identificar as causas?

Como congelar a papinha do bebê

Como fazer uma adaptação sem traumas no berçário

 

placa-elis

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1822 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm