UNIVERSO POLYANA: Músicas na gestação

26.08.2013 – “Pesquisas indicam que as músicas escutadas com frequência durante a gestação, além de serem prazerosas e proporcionarem bem-estar às mamães, fazem com que os bebês, ao nascerem, reconheçam as melodias e as associem ao momento em que estavam dentro do útero. Isso os deixam mais tranquilos e felizes.”

Foi essa a dica que o meu ginecologista me deu em uma das consultas de pré-natal do Miguel. Ele me aconselhou a gravar um cd de músicas e escutá-las sempre que possível e, quando o Miguel nascesse, recomendou que eu continuasse a ouvi-las. Lembro que ele me pediu para contar, anos mais tarde, se a técnica funcionou, então, cá estou eu, 3 anos mais tarde, compartilhando essa dica com vocês! Ouvir músicas na gestação funciona?! Bom, vou contar a minha experiência em relação a isso.

Músicas na gestação
Eu fiz uma seleção de todas as músicas tranquilas que me agradavam. Gravei um cd e, durante 9 meses, as escutei durante a minha gestação: enquanto dirigia, no trabalho, enquanto tomava banho ou em qualquer outro momento que fosse possível.

Confesso que, sim, enjoei de algumas músicas facilmente, mas hoje, quando as escuto tenho um carinho imenso por cada uma delas. Além de ser engraçado quando ela toca por acaso e, naturalmente, pensamos “olha a música do Miguel” rsrs.

Pois bem, resolvemos adotar esse cd como lembrancinha da maternidade. Como escolhemos as músicas com muito carinho, resolvemos compartilhá-las com aqueles que mais amamos. Fizemos um cd personalizado e contamos um pouquinho do motivo desse mimo. Todo mundo amou! (O Miguel está segurando o cd na foto acima)

No dia do nascimento do Miguel, nós levamos o cd para escutar as músicas durante o parto. Mas não demos sorte pelo cd ser um MP3. Ele não rodava no aparelho que existia na sala de parto. Mas o marido lembrou posteriormente de pegar o aparelho, e nos 2 dias em que ficamos na maternidade, Miguel escutou suas músicas em suas primeiras noites de vida. (Hoje com qualquer celular isso seria muito mais fácil! Na época o meu aparelho não colaborava com essa tecnologia. rsrs)

Chegamos em casa e adotamos a prática de ouvir o cd diariamente, na hora de dormir. Fazia parte da rotina: tomar banho, colocar a roupinha cheirosa, mamar e ouvir o cd por inteiro enquanto ele ficava no berço. Fizemos isso por 1 ano, todas as noites, incansavelmente. O cd de músicas na gestação passou a ser o cd de músicas das horas de dormir.

Músicas na gestação Coincidência ou não, todas as vezes que colocávamos o cd ele facilmente se acalmava. Meu marido trocou de celular e conseguimos gravar todas as músicas no aparelho. Então, sempre que estávamos fora, no momento do soninho, colocávamos as músicas para o Miguel escutar. Era impressionante. Até hoje a nossa dificuldade em fazê-lo dormir é zero (somente de faze-lo dormir! rsrs). Não escutamos mais o cd como antes, até porque, quem aguenta escutar as mesmas músicas por tanto tempo, diariamente, não é mesmo? Mas temos um carinho enorme por cada uma das músicas escolhidas! Eu até disse que faria o volume 2, mas quem disse que encontrei tempo?!

Hoje o Miguel está com quase 3 anos. Posso dizer que ele é uma criança tranquila e AMA música. Mas ama meeeesmo! Vejo ele cantando todas as músicas da escola, enquanto brinca, quando estamos juntos. É uma graça (mãe coruja!). Acredito muito que as músicas tiveram reflexo no seu comportamento junto com a tranquilidade que sempre tive durante a minha gestação e o amor existente no meu dia a dia com aqueles que me rodeiam.

E com todo esse baby boom que estamos tendo no grupo, fica mais uma dica gostosa para vocês curtirem na gestação. A música parece nos levar para outra dimensão, nos traz paz e reduz o nosso stress, além de proporcionar um momento único de amor incondicional com aquele pequeno serzinho que estamos carregando no nosso ventre. Aproveitem cada momento!

Dicas

– Um estudo realizado em Taiwan indicou que gestantes que escutaram 30 minutos de música todos os dias durante duas semanas reduziram os sintomas de depressão, estresse e ansiedade em comparação às gestantes que somente fizeram o pré-natal sem a intervenção da música.

– A música possibilita o aumento da atividade cerebral do bebê e fortalece o vínculo com a mãe. O bebê já percebe os sons desde a 20ª e 21ª semana de gestação.

– Outros estudam indicam que uma música que a mamãe escute durante a gestação com frequência e seja prazerosa e agradável para ela, faz com que o bebê, mesmo após o nascimento, ao ouvi-la a reconheça e se tranquilize com o som que também já o agrada.

– A música deve agradar a mamãe. Não adianta colocar uma música clássica só porque dizem que é bom. Procure selecionar músicas que te agradam e que tenham um ritmo mais tranquilo.

– Não precisa aumentar demais o som da música achando que o bebê não escutará lá dentro da barriga. O líquido amniótico é um bom condutor de som.

– O bebê se sente realmente mais tranquilo quando escuta o som da voz da mamãe, que é a primeira a ser reconhecida. Por isso, cante e converse muito com o pequeno dentro da sua barriga. E quando ele nascer, continue a cantar, com certeza ele irá adorar e se tranquilizar.

 

Saiba mais: Artigo científico Efeito da música no trabalho de parto e no recém-nascido

 

Você pode gostar de ler: Ideias de fotos para gestantes e Teste da Orelhinha: por que fazer?

Polyana Pinheiro

Escrito por: Polyana Pinheiro

Confira os 135 posts publicados pela Polyana Pinheiro

Veja Tambm