Minha filha engoliu uma presilha dormindo

selo materia mae amiga

Carolina Moretti

Mãe da Stella

♥ “Na hora da soneca, como a presilha estava atrapalhando, a Stella teve a brilhante ideia de colocá-la na boca.”

 

presilha14.04.2016 – Quando eu achava que este perigo já estava longe por conta dos quase 4 anos de minha filha Stella, recebo uma ligação da escola informando que minha filha engoliu uma presilha dormindo, e que de fato a mini piranha que estava em seu cabelo havia desaparecido. A diretora disse que ela respirava normalmente, mas estava com ataque de tosse e vômito, pois a Stella continuava reclamando que a presilha estava “presa na garganta”.

Minha filha engoliu uma presilha dormindo

A escola procedeu como deveria, ligaram no 911, que os orientaram a não chamar ambulância (pois respirava normalmente), não oferecer água ou comida, e encaminharam para o Hospital Infantil mais próximo, pedindo para que os pais levassem – se possível – um exemplo do objeto engolido para analisarem a composição e potenciais outros riscos.

Neste meio tempo o marido buscou a Stella na escola e a levou pro hospital, onde o raio x confirmava que havia uma presilha entalada na entrada do esôfago dela e que um procedimento cirúrgico de remoção seria necessário. Quando cheguei no hospital, aguardávamos o cirurgião otorrinolaringologista e a liberação da sala de cirurgia.

“O raio x confirmava que havia uma presilha entalada na entrada do esôfago dela e que um procedimento cirúrgico de remoção seria necessário”

presilha4Enquanto isso, as enfermeiras monitoravam a oxigenação e batimentos cardíacos, e pediam repouso para evitar movimentar a presilha.

Perguntei então para a Stella o que havia acontecido. Na hora da soneca, como a presilha estava atrapalhando, a Stella teve a brilhante ideia de colocá-la na boca. Quando adormeceu, a presilha desceu goela abaixo, ocasionando o acidente. Como a ingestão foi involuntária, a Stella não engoliu com força suficiente para fazer a presilha ir parar no estômago.

“Na hora da soneca, como a presilha estava atrapalhando, a Stella teve a brilhante ideia de colocá-la na boca.”

Acesso venal, preparação cirúrgica, post no grupo Mães Amigas pedindo orações, uma oração especial feita com papai, mamãe e Stella, anestesia geral e lá foi ela pra sala de cirurgia. O médico nos tranquilizava, dizendo que era muito frequente e comum, mas só a gente sabe o aperto que dá.

Em menos de 1 hora o médico nos encontrou e apresentou a “prova do crime”. Disse também que, como a presilha não tinha sangue e as imagens não mostraram a existência de lesão interna, nenhum medicamento, além de analgésico para as dores nos lábios e garganta.

“Desde então, todas as presilhas “engolíveis” foram parar no lixo e substituídas por tiaras e faixas.”

O procedimento foi como uma endoscopia, com uma câmera e pinça o medico “pescou” a presilha. E o final foi feliz, graças a Deus!! Desde então, todas as presilhas “engolíveis” foram parar no lixo e substituídas por tiaras e faixas.

Agradeço a Deus pelo livramento e pela saúde da minha Stellinha!

presilha3

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1852 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também