Inglês: como ensinar para as crianças em casa

28.01.2020 – A infância é o melhor momento da vida de um ser humano para o aprendizado. Que tal aproveitar essa fase para ensinar inglês para as crianças em casa? Saiba como!

A dica de hoje é da mãe amiga Andreia Silveira redatora e editora com mais de 8 anos de experiência.

Aprender um novo idioma tem múltiplos benefícios, tanto para os adultos quanto para as crianças. Se para os adultos o conhecimento de língua estrangeira pode abrir portas profissionais, para os pequenos há um efeito positivo nas conexões neurais em formação, nos processos cognitivos e também pode fazer bastante diferença no futuro. O melhor é que é possível ensinar inglês para as crianças em casa!

As fases das crianças e o ensino de um novo idioma

Você já deve ter ouvido falar a seguinte frase “crianças são esponjas que absorvem tudo”. Esse pensamento popular não está incorreto, já que é na infância que o cérebro ainda está em formação, o que permite que as crianças tenham mais facilidade para assimilar conhecimentos.

Entretanto, crianças de diferentes faixas etárias precisam de diferentes estímulos para o aprendizado de um novo idioma, afinal, uma criança de 3 anos não tem o mesmo nível de desenvolvimento cerebral que uma criança de 7 anos. Por isso, a primeira dica é entender as capacidades de seu filho antes de começar o aprendizado de inglês.

Veja a seguir como ensinar inglês para as crianças em casa, de acordo com a idade de cada uma delas:

Até 3 anos de idade

Do nascimento até os 3 anos de idade a criança está aprendendo a se comunicar, principalmente com base no que ouve e vê de seus pais. Você pode começar a ensinar algumas palavras simples para estimular a memorização, sempre apresentando a versão em português e inglês do mesmo termo.

Um bom exemplo é fazer uso de brinquedos para atividades lúdicas. Com um brinquedo que imita um macaco, por exemplo, você pode dizer frases como “é o macaco!”, e na sequência em inglês “it’s the monkey!”. Mas lembre-se: muito do que aprendemos nessa fase não é fixado tão efetivamente no cérebro quanto nas próximas, o que não significa que o estímulo não seja importante.

Entre 4 e 6 anos

Com essa faixa etária, a criança já tem um sistema cognitivo mais estruturado, o que permite aprender mais vocabulário e até gramática em inglês. Aproveite essa fase para falar frases mais completas em português e inglês, já que é até os seis anos que o cérebro tem maior capacidade de assimilação, o que faz toda a diferença para ter uma boa fluência.

A partir de 7 anos

Com 7 anos, a maioria das crianças já consegue ler, o que permite que os pais ensinem inglês com outros recursos, como desenhos, jogos, músicas e aplicativos. Você pode instalar um app de idiomas no tablet ou smartphone e fazer atividades junto com a criança, incentivando a interação.

Além disso, se você fizer uma viagem para o exterior, aproveite a oportunidade para ensinar mais palavras. O ensino pode começar antes mesmo de sair de casa, com um curso de Inglês para Viagem por aplicativo. O app Babbel é uma boa opção, já que conta com uma dinâmica de aprendizado que lembra um jogo, o que vai manter as crianças com mais de 7 anos interessadas no idioma.

Porque ensinar inglês para as crianças é tão importante?

Muita gente considera que aprender um idioma é importante somente por questões profissionais, afinal, já se sabe que pessoas que falam inglês podem ganhar até 70% mais do que quem só fala português. Segundo pesquisa do site de empregos Catho, divulgada pelo Correio Braziliense, essa diferença de salários é muito grande no Brasil porque o conhecimento de uma língua estrangeira ainda não é regra.

Por mais que esse seja um bom motivo para ensinar inglês para as crianças, especialmente pelo futuro delas, não é o único benefício envolvido no aprendizado. Muitas das vantagens estão relacionadas com a saúde mental e o fortalecimento do cérebro, já que aprender outros idioma colabora com o desenvolvimento de áreas específicas.

Conhecer outro idioma ajuda a manter o cérebro saudável, retardando o aparecimento de doenças degenerativas, como o Alzheimer, além de permitir que as crianças tenham uma mente multitarefas, afinal, pensar em duas línguas colabora com a alternância entre tarefas com a mesma fluidez e qualidade.

É claro que os pais vão precisar de um pouco de paciência e persistência para ter sucesso nessa tarefa, especialmente para o ensino em casa. Mas saiba que existem dezenas de ideias na internet sobre como ensinar inglês de forma criativa para as crianças. Acredite, à longo prazo essa “brincadeira caseira” pode ter resultados impressionantes.

 

Texto escrito por Andreia Silveira.

Revisado por Madame Conteúdo.

 

Confira também:

Livros em inglês? Para crianças??

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1922 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm