Empreendedorismo: realidade de muitas mulheres após maternidade

17.03.2020 – Para conciliar empreendedorismo e maternidade é preciso ter atenção a diversos pontos importantes e, além de considerar aspectos do negócio como pagamentos, melhor maquininha de cartão, documentações e burocracias, é necessário pensar em local e horários para tocar o negócio, por exemplo e horários com os filhos.

Para mulheres que são mães (como a maioria de nos) algumas decisões pesam ainda mais nesse momento de empreender, afinal, é preciso se dividir entre trabalho e o novo membro da família.

Vamos falar mais sobre mães empreendedoras e negócios para aquelas que resolvem empreender após esse importante momento?

Empreendedorismo e maternidade

Empreender após a maternidade?

Para as mães nem sempre empreender é uma escolha ou um sonho antigo. Por vezes, após a maternidade as mulheres perdem seus postos no mercado de trabalho devido à preconceitos, ausência de flexibilidade nas empresas e necessidade de estar perto dos filhos.

Infelizmente, em diversas organizações ter um filho é um fator decisivo para a contratação, deixando muitas mulheres fora do mercado formal e abrindo portas para o empreendimento.

Os empreendimentos podem se tornam alternativas viáveis para as mães e fazem com que as mulheres tenham mais flexibilidade de horários, adquiram renda e fiquem mais próximas dos filhos.

Muitas vezes, os empreendimentos começam naqueles momentos em que os filhos são mais novos, mas podem dar tão certo e se tornar uma nova carreira com crescimento constante para as mulheres.

É importante ter em mente que empreender e trabalhar em casa exige algumas mudanças de rotina que devem ser adaptadas para aliar filhos e trabalho.

Crie hábitos e horários de trabalho para que o empreendimento seja realmente visto como um negócio e não apenas um trabalho extra. É preciso criar pequenas metas e planejar a rotina dentro da sua realidade.

Identifique os melhores horários em que é possível desenvolver tarefas sem interrupções ou excesso de ruídos. É preciso também ter cuidado para não se perder com as atividades da rotina doméstica.

Lembre-se que o empreendimento é seu novo trabalho, portanto é preciso definir limites para esse novo papel e separando momentos da sua vida pessoal, de mãe e profissional.

Entenda que trabalhar em casa pode envolver interrupções e elas também precisam ser planejadas. Porém, deixe claro a todos que esse é o seu trabalho e mesmo que seja feito de casa, precisa ser respeitado.

Em qual ramo?

Antes de começar um novo negócio é importante entender qual ramo pode aliar habilidades, gostos e conhecimentos. Além disso, para aquelas que estão começando é importante procurar redes de relacionamento e apoio que podem ser fundamentais.

Reunimos algumas dicas de trabalhos que podem ser feitos em casa e que podem ser um bom início para as mamães empreendedoras.

Beleza e estética

Se você tem habilidades com maquiagem, cabelos, manicure e pedicure, limpeza de pele ou qualquer outro procedimento estético, o ramo da beleza é uma área lucrativa e que pode começar na sua própria casa.

É possível iniciar um espaço em algum cômodo da casa e atender com horários marcados e flexíveis e de forma lucrativa. Em alguns casos, pode ser viável também atender na casa das clientes.

Aulas particulares

Você é fluente em algum outro idioma? Tem familiaridade com alguma matéria específica, como matemática ou português, por exemplo? Você sabe tocar algum instrumento? Por que não utilizar seus conhecimentos e lucrar com eles?

As aulas particulares são uma ótima área de atuação e podem ser realizadas de acordo com seus horários e disponibilidades.

Quem sabe o negócio não dá tão certo e seu empreendimento se torna uma escola de idiomas, músicas ou reforços escolares?

Lojas virtuais

Sejam de roupas, sapatos, acessórios ou que mais agradar e for o perfil da nova empreendedora, as lojas online são ótimas alternativas para começar um negócio.

Para essas lojas é preciso um espaço para guardar o estoque, bons fornecedores e um ótimo trabalho de fotografia e divulgação de seus produtos.

Alimentação

Ter o dom na cozinha também pode ser lucrativo para as mães empreendedoras. Seja vendas de marmitex, comidas fitness, salgados, doces, bolos, por exemplo, são boas opções para serem feitas em casa e vendidas para fora.

É importante contar com uma boa divulgação, qualidade nos alimentos, alternativas para que os clientes possam escolher e boas parcerias.

Muitas mães começam a vender seus produtos para poucas pessoas, fecham parcerias com empresas e outros empreendimentos para depois abrirem seus próprios espaços.

Empreender é uma escolha que exige dedicação e planejamento e, sem dúvida, pode ser uma nova carreira de sucesso para as novas mães.

Que tal aproveitar a inspiração e, quem sabe, se tornar mais um caso de sucesso? Bons negócios!

 

Confira também:

5 dicas para incentivar o empreendedorismo nas crianças

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1951 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm