Dormir com bebê pode provocar morte súbita

28.05.2013

 

Quando o nosso bebe chega a nossa casa, todas nós temos um medo em comum: que algo de ruim aconteça a ele.

Muitas mães acordam de hora em hora durante a noite apenas para dar aquela “espiadinha”, outras colocam um bercinho dentro do quarto dela, já outras optam por colocarem a criança no meio da cama, entre o casal. Todas essas ações são normais entre as mães, mas a última delas precisa de um alerta!

De acordo com um estudo britânico, dormir com o recém-nascido na mesma cama aumenta cinco vezes o risco de que a criança seja vítima da síndrome da morte súbita em bebês (a morte repentina e inesperada de um lactante aparentemente sadio).

O estudo não explicou o porquê leva à morte, mas constatou que o risco persiste mesmo entre os pais que não fumam, não bebem nem usam drogas – fatores também fortemente associados à síndrome.

Um dos responsáveis pelo estudo, o professor Bob Carpenter, da London School of Hygiene & Tropical Medicine, em Londres, explicou, em entrevista à BBC Brasil, que há várias possíveis explicações para a morte do bebê recém-nascido ao compartilhar a cama. Entre elas, obstruções respiratórias, inalação de gases expirados e estresse termal, ou seja, superaquecimento. O superaquecimento também pode provocar a liberação de toxinas letais.

O especialista disse também que há casos em que os pais acidentalmente sufocam a criança enquanto dormem. Incidentes como esses são difíceis de ser comprovados, seja porque ocorreram durante o sono ou porque dependem da admissão de culpa pelos pais.

Dados da pesquisa

+ Em um quinto dos casos analisados (323 casos) pelo estudo, um ou ambos os pais estavam dormindo com o bebê no momento da morte (87,7% das mortes foram diretamente associadas ao fato de o bebê estar na cama com os pais).

+ A porcentagem de mortes atribuídas ao compartilhamento da cama subiu para 89,5% entre bebês com menos de três meses de idade.

+ Apenas um em cada dez pais no grupo de controle disse ter compartilhado a cama com seus bebês.

+ Os bebês podem ficar na cama com os pais para ser confortados e amamentados, desde que o bebê seja devolvido ao berço para dormir.

Embora a recomendação dos pesquisadores envolvidos é que pais não compartilhem a cama com os bebês antes dos três meses de idade, o porta-voz da entidade The Lullaby Trust (que promove o sono seguro do bebê), Francine Bates, recomenda que o lugar mais seguro para o bebê é no berço e até os seis meses. “Nossa principal mensagem continua sendo, o lugar mais seguro para um bebê dormir durante os primeiros seis meses é em um berço no mesmo quarto dos pais ou de quem está cuidando dele” – disse.

O que é Síndrome da Morte Súbita do Lactante

A Síndrome da Morte Súbita do Lactante é a morte repentina e inesperada de um lactante aparentemente sadio. Ela é responsável por um grande número de mortes entre crianças com menos de um ano. Apesar de inúmeras pesquisas, especialistas ainda não conseguiram explicar esse fenômeno. Acredita-se que diversos fatores contribuam para que haja uma alteração na respiração do bebê, levando-o a morrer durante o sono.

 

Conteúdo extraído do portal Terra

Pesquisa publicada no site BMJ Open – site de acesso livre que publica pesquisas médicas

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1950 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm