Coronavírus – entenda mais sobre essa epidemia

04.02.2020 – Você já deve ter visto nos noticiários sobre o Coronavírus, um vírus que tem causado doença respiratória identificado na China.

Até agora, 425 pessoas morreram em decorrência do coronavírus na China — e mais de 20 mil casos da doença foram confirmados no país. Há ainda 150 pessoas infectadas em outros 24 países, e uma morte foi registrada nas Filipinas. No Brasil, há 14 casos suspeitos, mas nenhum confirmado.

O número de casos registrados em todo o mundo superou o da epidemia da síndrome respiratória aguda grave (Sars), que infectou 8,1 mil pessoas em 2003.

Compartilhamos esclarecimentos do Dr. Alfonso Alvarez que explica mais sobre esse vírus e as preocupações que precisamos ter.

Para ajudar a esclarecer as dúvidas sobre o novo CORONAVÍRUS escrevo aqui o que se sabe até o momento, baseado em informações científicas da Organização Mundial de Saúde (OMS), Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Infectologia.

O que são coronavírus?

Os coronavírus (CoV) compõem uma grande família de vírus, conhecidos desde meados da década de 1960, que receberam esse nome devido às espículas na sua superfície, que lembram uma coroa. Podem causar desde um resfriado comum até pneumonia, insuficiência e síndromes respiratórias graves, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) que ocorreu na China em 2002 pelo vírus SARS-CoV e a síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS), que ocorreu na Arábia Saudita em 2012 pelo vírus MERS-CoV.

O que é este novo coronavírus?

Trata-se de uma nova variante do coronavírus, denominada 2019-nCoV, até então não identificada em humanos. Até o aparecimento do 2019-nCoV existiam apenas seis cepas conhecidas capazes de infectar humanos, incluindo o SARS-CoV e MERS-CoV.

Recomenda-se evitar os termos “nova gripe causada pelo coronavírus” porque gripe é uma infecção respiratória causada exclusivamente pelo vírus influenza.

Como este novo coronavírus foi identificado?

O novo coronavírus foi identificado em investigação epidemiológica e laboratorial, após a notificação de casos de pneumonia de causa desconhecida entre dezembro/2019 e janeiro/2020, diagnosticados
inicialmente na cidade chinesa de Wuhan, capital da província de Hubei.

Milhares de casos já foram detectados na China. Além disso foram diagnosticados até o momento casos em vários outros países da Ásia, na França, Alemanha, Estados Unidos e Canada.

Como o número de casos e de mortes confirmadas aumenta muito rapidamente, vou colocar no final do texto um link para acompanhamento em tempo real da evolução da doença.

Qual a origem do surto atual?

A origem ainda não está elucidada. Acredita-se que a fonte primária do vírus seja em um mercado de frutos do mar e animais vivos em Wuhan.

Os coronavírus podem ser transmitidos de animais para humanos?

Sim. Investigações detalhadas descobriram que o SARS-CoV foi transmitido de civetas (gatos selvagens) para humanos na China, em 2002, e o MERS-CoV de dromedários para humanos na Arábia Saudita, em 2012. Porém, existem vários coronavírus que causam infecção animal. Na maioria, infectam apenas uma espécie ou algumas espécies intimamente relacionadas, como morcegos, aves, porcos, macacos, gatos, cães e roedores, entre outros.

A transmissão do coronavírus acontece entre humanos?

Sim. Alguns coronavírus são capazes de infectar humanos e podem ser transmitidos de pessoa a pessoa pelo ar (secreções aéreas do paciente infectado) ou por contato pessoal com secreções contaminadas.

Qual é o período de incubação desta nova variante do coronavírus?

Ainda não há uma informação exata. Presume-se que o tempo de exposição ao vírus e o início dos sintomas seja de até duas semanas.

Quais são os sintomas de uma pessoa infectada por um coronavírus?

Pode variar desde casos assintomáticos, casos de infecções de vias aéreas superiores semelhante ao resfriado, até casos graves com pneumonia e insuficiência respiratória aguda. Crianças de pouca idade, idosos e pacientes com baixa imunidade podem apresentar manifestações mais graves.

Como é feita a confirmação do diagnóstico do novo coronavírus?

Exames laboratoriais realizados por biologia molecular identificam o material genético do vírus em secreções respiratórias.

Existe um tratamento para o novo coronavírus?

Não há um medicamento específico. Indica-se repouso e ingestão de líquidos, além de medidas para aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos. Nos casos de maior gravidade com pneumonia e insuficiência respiratória, podem ser necessários suplementação de oxigênio e mesmo ventilação mecânica.

Existe uma vacina para o novo coronavírus?

Não existe vacina até o momento.

Tomei a vacina contra a gripe. Estou protegido contra o novo coronavírus?

Não. A vacina da gripe protege somente contra o vírus influenza.

Qual é a definição de caso suspeito?

Febre acompanhada de sintomas respiratórios, além de atender a uma das duas seguintes situações: ter viajado nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas para a China ou ter tido contato próximo com um caso suspeito ou confirmado.

Como reduzir o risco de infecção pelo novo coronavírus?

— Evitar contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas
— Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes e sempre antes de se alimentar
— Usar lenço descartável para higiene nasal
— Cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir
— Evitar tocar nas mucosas dos olhos
— Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
— Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas
— Manter os ambientes bem ventilados
— Evitar viajar para a China até que a epidemia esteja controlada.

FONTES: Organização Mundial de Saúde (OMS), Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Infectologia.

Link para acompanhamento em tempo real da evolução da doença.

 

Confira também:

8 sintomas que indicam uma visita ao pediatra

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1922 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm