O que é bronquiolite?

24.08.2016 (Atualizado em 25.01.2019) – Estamos na época em que muitos casos de bronquiolite ocorrem. Por isso, muitas dúvidas surgem entre as mães. A boa notícia é que existem maneiras de prevenir a bronquiolite e também para tratá-la.

Para entender mais sobre o assunto, o nosso colunista e pneumologista pediátrico, Dr. Alfonso Alvarez, respondeu a algumas perguntas que nós enviamos.

 

O que é bronquiolite?

A bronquiolite é uma infecção dos bronquíolos, que são a parte final dos brônquios, antes de chegar aos alvéolos pulmonares. É causada por vírus, sendo que, em 70% dos casos, o agente é o vírus sincicial respiratório.

A doença é a principal causa de infecção de vias aéreas inferiores em menores de um ano no mundo, e também a principal causa de internação, nessa faixa etária, em países desenvolvidos.

 

Quais são os sintomas?

A bronquiolite normalmente começa com sinais de vias aéreas superiores, semelhantes a um resfriado, com nariz escorrendo e tosse leve. Depois de alguns dias evolui com piora da tosse, chiado no peito e dificuldade respiratória; nesta fase pode ou não ocorrer febre.

 

A bronquiolite é sempre um quadro grave?

Não necessariamente. Muitas vezes a tosse e o chiado são leves e não há falta de ar, podendo na maior parte das vezes ser tratado em casa. Em 5% dos casos o quadro pode se agravar e levar a uma falta de ar que exige que a criança seja internada para receber oxigênio. Das crianças internadas, a maioria vai melhorar após 3 a 5 dias, apenas com oxigenoterapia, e a criança poderá ter alta sem maiores complicações. Em alguns casos o quadro se agrava muito e é necessário internação em Unidade de Terapia Intensiva e Ventilação Mecânica. Infelizmente às vezes a bronquiolite evolui de forma muito grave e pode levar a óbito. No mundo morrem 66.000 a 199.000 crianças por ano devido a bronquiolite.

 

A bronquiolite pode deixar sequelas?

Na maioria das vezes, a criança irá se recuperar totalmente e não terá nenhuma sequela. As vezes porém, principalmente nos casos graves que exigiram internação, a criança pode evoluir com um quadro de Asma, apresentando crises de tosse e chiado.

 

Qual é o tratamento se isso ocorrer?

Quando a criança permanece tendo crises de tosse e chiado deve ser feito um tratamento com medicações inalatórias, de uso diário, de forma preventiva. Na maioria das vezes a criança evolui muito bem, deixa de ter crises e pode suspender a medicação após alguns meses.

 

Qual é o principal cuidado para se evitar a bronquiolite?

O principal cuidado é evitar expor a criança a ambientes fechados com muitas pessoas. Esses locais favorecem muito a transmissão dos vírus, e como as crianças, principalmente as menores de um ano, tem o sistema imunológico imaturo, elas acabam tendo uma chance maior de contrair infecções respiratórias. Crianças menores de um ano que estão frequentando a escola no período de outono / inverno (que é a época de maior circulação dos vírus respiratórios) apresentam uma chance maior de ter bronquiolite.

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1818 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm