Apoio emocional no parto faz toda diferença

09.05.2014 – Que mulher não quer contar com a presença do marido, namorado, mãe, irmã ou outro acompanhante que a ajude no momento do parto? Neste caso, não estamos falando da ajuda técnica, mas sim emocional, pois o apoio emocional no parto faz toda a diferença, não é mesmo?

A hospitalização do parto determinou o afastamento da família e da rede social do processo de nascimento, uma vez que a estrutura física e as rotinas hospitalares foram criadas para atender as necessidades dos profissionais de saúde, e não das mulheres em trabalho de parto.

                                                                                                         Apoio emocional no parto faz toda diferença Apoio emocional no parto faz toda diferença

Desta forma, as mulheres passaram a permanecer internadas em sala de pré-parto coletivo, com pouca ou nenhuma privacidade, assistidas com práticas baseadas em normas e rotinas que as tornaram passivas e impediram ou tornaram inviável a presença de uma pessoa de seu convívio social para apoiá-las.

Apoio emocional no parto faz toda diferença

Essas condições podem ter efeitos sobre o andamento do trabalho de parto e sobre o desenvolvimento de sentimentos de competência e confiança. Esses efeitos podem, por sua vez, comprometer o ajuste a maternidade e o estabelecimento do aleitamento materno, aumentando o risco de depressão.

Como estratégia de humanização do nascimento, há um crescente interesse em resgatar este apoio.

Como resultado de uma grande mobilização baseada em evidências científicas sobre os benefícios do acompanhante para a melhoria dos indicadores de saúde e do bem-estar da mãe e do recém-nascido, foi aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo Presidente da República, em 07 de abril de 2005, a Lei n. 11.108, a qual obriga os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), da rede própria ou conveniada, a permitirem a presença de um acompanhante de escolha da parturiente durante o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato.

Apoio emocional no parto faz toda diferença Apoio emocional no parto faz toda diferença

A presença do acompanhante de escolha da mulher durante o trabalho de parto é importante porque ele é capaz de aplicar medidas de conforto e realizar toques corporais que favoreçam a parturiente em muitos aspectos.

Apoio emocional no parto faz toda diferença Apoio emocional no parto faz toda diferença Apoio emocional no parto faz toda diferença

Estudos têm demonstrado que a ansiedade durante o parto é associada a altos níveis do hormônio do estresse adrenalina no sangue. O apoio emocional, informação e aconselhamento, medidas de conforto e de defesa podem reduzir a ansiedade e o medo e os efeitos adversos associados durante o trabalho de parto.

Vale a pena ressaltar que a doula é uma profissional capacitada para dar o apoio físico e emocional, faz parte da equipe de saúde, assim a mulher tem direito a sua presença e a do acompanhante de sua escolha.

Apoio emocional no parto faz toda diferença

Então, se você está grávida, escolha com carinho quem será seu acompanhante durante o trabalho de parto e boa hora!

Você pode gostar de ler:

Mitos da amamentação

Plano de parto: faz toda a diferença

Maternidade e solidão

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1949 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm