Uso da cadeirinha: você tem dúvidas?

11.06.2013 – O uso da cadeirinha de carro é obrigatório no Brasil. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso correto da cadeirinha pode diminuir em 70% as chances de morte da criança em um acidente de trânsito grave. O corpo das crianças é frágil, e as cadeirinhas são projetadas para segurá-las nos pontos mais resistentes do organismo, de modo a causar o mínimo de ferimentos internos. Por isso, usar cadeirinha de carro para crianças deve ser um procedimento automático, como usar o cinto de segurança é para os adultos.

Existem três tipos principais de poltronas para crianças. Mais que a idade, o que interessa é o peso e a altura do seu filho.

Bebê Conforto

São cadeirinhas adequadas para bebês recém-nascidos até cerca de 9 kg, mais reclinadas, e que devem ser colocadas de costas para o banco da frente do carro, com inclinação sugerida de 45° ou conforme instruções do fabricante. Muitas vezes, esses modelos possuem uma base que fica acoplada ao cinto de segurança, o que facilita a retirada da cadeirinha.

Dicas importantes: 

– As tiras da cadeirinha devem ficar abaixo do ombro.

– Ajuste as tiras da cadeirinha para que fiquem confortáveis e ajustadas ao corpo da criança com uma folga de, no máximo um dedo, e posicione o clipe peitoral (se houver) na altura das axilas.

Poltronas reversíveis

São cadeirinhas projetadas para carregar desde recém-nascidos até crianças de cerca de 16 kg ou mais, dependendo do modelo. Enquanto o bebê é pequeno, esses modelos são instalados de costas para o banco da frente do carro. Esta é a posição mais segura, porque protege o pescoço do bebê em caso de impacto. Antigamente, a orientação era para que a poltrona fosse virada para a frente quando o bebê completasse 1 ano e atingisse 9 kg, mas, hoje em dia, fabricantes e especialistas recomendam que se mantenha a criança virada para trás pelo máximo de tempo possível (até o limite de peso de cada modelo). Posição: voltada para frente, na posição vertical, no banco de trás.

Dicas importantes

– Posicione as tiras de segurança da cadeira acima da altura dos ombros. Recomenda-se utilizar o espaço de passagem da tira mais reforçado, geralmente o que se localiza mais no topo da cadeira. Leia as instruções do fabricante.

– Ajuste as tiras da cadeira para que fiquem confortáveis e ajustadas ao corpo da criança com uma folga de, no máximo, um dedo. Posicione o clipe peitoral (se houver) na altura das axilas.

– Nunca coloque nada entre a criança e a cadeira.

Assento de elevação (booster)

São poltronas ou “banquinhos” que servem para a criança ficar mais alta e, dessa forma, usar o cinto normal do carro na posição correta. Esse tipo de assento de elevação pode ou não ter encosto. No caso dos sem encosto, é necessário que o carro tenha proteção para a cabeça, que evita o efeito de “chicote” em caso de acidente, um grande causador de lesões na medula espinhal. Os assentos de elevação com encosto têm a vantagem de posicionar melhor a parte superior do cinto e ser ajustáveis à altura da criança. Só podem usar esse tipo de poltrona crianças com mais de 4 anos de idade, segundo a resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Dicas importantes

– Use um assento de segurança para que o cinto de três pontos do carro passe confortavelmente pelo meio do ombro, centro do peito e sobre os quadris da criança.

– Nunca permita que seu filho coloque o cinto peitoral embaixo do seu braço ou por trás das costas. Isso pode causar ferimentos sérios.

– A criança deve apoiar as costas no encosto do assento, seja do assento de segurança ou do próprio veículo.

– O assento de segurança deve ser usado somente se houver encosto de cabeça no carro.

A legislação brasileira afirma que esse tipo de cadeira é obrigatório para crianças de até 7 anos e meio, mas o ideal é que ela seja usada até a criança ter 1,45 m de altura. A partir daí, ela pode passar a utilizar o cinto normal do banco, sem assento.

Não reutilize cadeiras de segurança que já estiveram em um acidente de carro.

Instalar a cadeirinha do carro não é tarefa fácil. É preciso passar o cinto de segurança do veículo pelos locais indicados no manual de instrução do assento e apertar bem, até que a cadeira praticamente não se mexa. O melhor lugar para a instalação da cadeirinha (de quem tem um filho só) é no assento do meio do banco traseiro, para diminuir o risco de um impacto no caso de acidentes.

Não adianta ter a cadeirinha e não prender seu filho direito. O cinto da cadeirinha precisa ser colocado de forma que apenas um dedo caiba entre o cinto e o corpo da criança, ou seja, o cinto precisa ficar justo.

Veja qual é o tipo de cadeira de segurança mais adequado ao peso e à idade da criança

cadeirinhas maes amigas blog materno

Leia a resolução na íntegra, clique aqui.
Guia da cadeirinha, clique aqui.

 

Silvia Castilho

Escrito por: Silvia Castilho

Confira os 54 posts publicados pela Silvia Castilho

Veja Também