Um dia em Serra Negra…!!!

Você já sabe o que fazer no próximo feriado? Não?!?!?!

Então anota aí a dica de lazer que a Mãe Amiga Polyana Pinheiro, conferiu e aprovou! Ela, o marido, o pequeno Miguel de 1 ano e 6 meses e sua enteada Nicole de 10 anos, escalaram a montanha e encontraram muita diversão em Serra Negra.

O Hotel Vale do Sol  tem atividades para toda a família.  São 10 Piscinas sendo 4 Aquecidas e Cobertas, Mini-Arvorismo, Tirolesa, Paredão de Escalada, Cidade da Crianças, Castelo Infantil, Esculturas Gigantes de Animais dentre diversos salões e quadras. Equipes de monitoramento realizam uma programação de lazer dividida em 2 turmas. De 3 a 7 anos e de 8 a 12 anos. A cada hora uma atividade diferente: Brincadeiras, jogos, caça ao tesouro, videokê…Ufaaa! Parece divertido não é mesmo?!

Chalés
Piscinas externas do Hotel

“O dia estava lindo! Não imaginei que pudesse fazer calor a ponto de encarar uma piscininha, entretanto não levamos biquíni. Dica válida para a próxima vez, mesmo frio, vale a pena levar sunga, biquíni e roupão, até porque o Hotel conta com piscina coberta e aquecida, que parecia estar deliciosa” – contou Polyana Pinheiro

Carrosel e Parquinho
Cidade das Crianças
Caminho até o Castelo

“A cidade das crianças é um espaço amplo, um imenso playground. Possuem um carrossel, que é a maior atração e diversas casinhas, com a intenção de parecer uma mini cidadezinha. Vários animais de cimento ficam ao redor e é possível escalar em alguns deles. De resto muita balança, gangorra, gira-gira e espaço é o que não falta para correr. Um foguete, com uma escada em caracol, te permite levar para o castelo do alto da montanha. Mas no interior não tem nada demais, apenas um trono e umas pessoas de cimento, que o Miguel ficou morrendo de medo…rs!”

Brinquedoteca
Miguel e Nicole se divertindo!
 
“A brinquedoteca do salão é a diversão. Tudo novinho e com variedade de brinquedos, encanta qualquer criança de 1 a 6 anos. Uma  verdadeira diversão…dificil foi tirar o Miguel de lá.”
Mini-Arvorismo
 
“A Nicole, minha enteada de 10 anos, se divertiu. Ela já é mais independente, então ficava para cima e para baixo com os monitores, acompanhando a programação. Enfrentou um mini arvorismo e um caça ao tesouro e quando falei que tínhamos que ir embora (pois ela ficou brincando enquanto fazíamos o check out) soltou um “aaahhh bem agora que faltava pouco para encontrar o tesouro…rs”
Para animar o jantar de sábado, uma banda toca ao vivo para os hóspedes!
Nicole e Miguel na pista de dança

“Foi aí que Miguel caiu na farra ao assistir pela primeira vez um show de pertinho. O Miguel entrou na pista e saiu dançando. Levantava as mãozinhas para cima, girava e se mexia sem parar. Todos que ali passavam comentavam do pequeno pé de valsa”

As refeições são inclusas no pacote da diária. Comida de primeira, com variedade e gostinho de fazenda. Sempre uma opção de sopa (tanto no almoço quanto no jantar), arroz, feijão e 3 tipos de mistura, sem contar as saladas, legumes e diversas opções de sobremesa.

“Os chalés são “bem antigos”… banheiros com azuleijos portugueses, camas simples, TV 14 polegadas, nada de especial. O meu tinha uma espécie de cozinha: um frigobar, uma pia e uma torneira. Mas não foi possível por exemplo esquentar a mamadeira do Miguel no quarto.

O Hotel disse que tinha “fogareiro”, um mini botijão com uma boca em cima, entretanto, chegamos tarde no quarto, e como não tinha telefone para ligar na recepção, acabamos não solicitando. Acredito que os apartamentos sejam melhores, pelo menos pelas fotos pareciam ser mais “arrumadinhos”…e enquanto eu fazia o check in, percebi que hóspedes ligavam para a recepção. Portanto a dica é ficar em apartamento, além de serem mais perto da infra estrutura do Hotel, parecem ser melhores equipados”

Vista dos chalés
Berço que hotel emprestou
Quarto bem bagunçado

As diárias do Hotel Vale do Sol se iniciam as 16hs e terminam as 15hs. O pacote fechado custa R$ 310,00 para o casal com pensão completa. Crianças até 3 anos não pagam, de 4 a 7 pagam R$ 80,00 e de 8 a 12 ano pagam R$ 95,00. Entretanto os valores alteram na alta temporada. (maio/2012)

“O hotel fica pertinho da cidade e eles dispõe de ônibus que saem com hora marcada. E vale a pena descer para fazer umas comprinhas, encontrei muita coisa boa com preço muito acessível. Pijamas aflanelados por 25,00, gorros de frio por 12,00 e blusas femininas por 30,00. O negócio é fuçar, tem muita coisa interessante para o inverno.”

Centrinho de Serra Negra
Muita malha para comprar!!!
 

“Vale muito a pena! O Hotel conta com uma infra-estrutura muito legal para as crianças! E além de curtir o hotel, nos divertimos em um jantar dançante, relaxamos e curtimos as comprinhas no centrinho de Serra Negra!”

Outras atrações interessantes para fazer na cidade de Serra Negra!

 
Cristo Redentor: O jeito mais divertido de se chegar é percorrendo de teleférico os 1.400m até o alto da montanha. Em 15 minutos, chega-se ao Pico do Fonseca, onde se encontra a estátua e uma bela vista da região. Local: Praça João Pessoa, 143 – Tel: (19) 3892-1598Disneylândia de Robôs: Uma verdadeira cidade de robôs interativos montados com sucatas, além de brinquedos movidos à água, engenhocas, curiosidades e outros inventos. O local fica aberto diariamente, das 9h às 18h, e nos finais de semana e feriados, das 9h às 19h. Local: Av. Cel. Estevão Franco de Godói, 314 – Tel. (19) 3892-3716

Lago dos Macaquinhos: Com área para piqueniques, pesqueiro, aluguel de cavalos, pedalinhos, piscinas, playground, chalés e uma ilha no centro do lago com criação de macaquinhos originários da mata local. Local: acesso pela Rodovia Serra Negra / Amparo, a 6km do centro da cidade

Parque Fonte Santo Agostinho: Bosque de vegetação nativa, com as fontes Santo Agostinho e Santa Luzia, lago e playground. Pode ser visitado por meio de trenzinhos que saem da Praça João Pessoa

Rota Turística do Queijo e Vinho: Passeio por sítios de produtores de vinhos e queijos da região, com visitas monitoradas em que o turista acompanha a produção de laticínios, cafés, vinhos e cachaças.Com apenas oito quilômetros de extensão, a estradinha de terra leva os visitantes para conhecer as delícias produzidas no município. A primeira parada pode ocorrer já no Sítio Rio das Pedras, onde é possível degustar o café caipira servido no fogão a lenha, que é acompanhado por quitutes caseiros, vários tipos de pães, bolos, geleias, compotas, manteiga e sucos naturais. O turista pode também aproveitar para pescar no lago, apreciar a belíssima paisagem do lugar e fazer compras na lojinha rural, que vende produtos artesanais e o café produzido, torrado e moído ali mesmo. Logo adiante fica a Fazenda Chapadão, que produz queijos finos artesanais além de café tipo exportação. No total o espaço fabrica 30 tipos de laticínios, que vão dos queijos mais comuns aos mais requintados, como gouda, parmesão, provolone, especial com nozes, mussarela ao vinho, caccio cavalo e próvola. Mas a visita não se limita a compra dos queijos. Acompanhados por monitor, o turista pode tirar leite das vacas, dar mamadeira aos bezerrinhos – o que faz a alegria das crianças – e conhecer um pouco sobre processo de produção dos queijos e do premiado café. O encerramento da visita é a melhor parte: a degustação. A pequena rota termina no Sítio Bom Retiro, pertencente à família Carra, que faz vinhos com técnicas tradicionais desenvolvidas na Itália há várias gerações.  O lugar também é conhecido por produzir cachaças artesanais de excelente qualidade. O passeio dura uma tarde inteira para aqueles que gostam e querem aprender mais sobre queijos e vinhos.Tel. (19) 3842-2109

Hotel Vale do Sol
Rod SP 360, 21500  Serra Negra, 13930-000
(0xx)19 3842-9800
@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1577 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também