Toda criança fala errado?

30.09.2013 – No processo de desenvolvimento da linguagem de uma criança, muitas delas falam de forma diferente dos adultos. Dizer que ela está falando “errado” não se justifica, pois, quando a criança é muito pequena, não é capaz de falar determinados sons da nossa língua (língua portuguesa). Ela demora um tempo para começar a falar como um adulto.

Vamos, então, entender como esse desenvolvimento ocorre, sempre lembrando que cada criança é única e esse processo varia muito. Algumas já iniciam a fala cometendo poucas trocas sonoras enquanto outras demoram mais para articular de forma correta cada som.

No primeiro ano de vida, ou até seus 18 meses de idade, a criança produz sons produzidos com os dois lábios, tais como “p, m, b” ou com a língua tocando o céu da boca (em uma região atrás dos dentes), por exemplo, sons do “t, d e n” – eles são chamados de fonemas anteriores pois são produzidos na parte anterior da boca.

Toda criança fala errado?Entre 2 e 3 anos, as crianças adquirem quase todos os outros sons da nossa língua.

A partir dos 4 anos, vão ficar faltando alguns mais difíceis de serem produzidos, tais como o “lh”, o “s” e o “r” no final das sílabas (casca, carta) e os encontros de consoantes, em palavras como: prato, braço, flor, bicicleta ou então o “r” em palavras como arara (fica alala) ou barato (balato). Não fiquem preocupados, pois é esperado que isso ocorra.

Para que a criança possa se desenvolver adequadamente, passando por cada fase da aquisição da fala, é preciso que toda a família, não somente os pais, se preocupem em:

– Não imitar a fala infantilizada da criança.
– Não pedir para a criança repetir o que ela falou de forma inadequada, por achar engraçadinho, pois o repetir fixa o padrão indesejado.
– Quando a criança emitir um som ou uma palavra de forma errada, falar o padrão correto. Por exemplo, se ela falar a palavra “boia” para bola, não repetir “boia”, mas sim dizer – Você quer a bola? Isso vai ajudá-la com um modelo correto.

Lembrem-se então que cada situação com relação à linguagem tem seu tempo, que não adianta ficarmos apressando a criança, também não exijam mais do que ela possa oferecer. Se a criança tem 2 anos, ela vai falar “boia” para bola ou “aua” para água.

Da mesma forma, começará a falar produzindo uma palavra de cada vez e, com o tempo ela, vai aumentando seu vocabulário e o tamanho das frases. Com dois anos, já vai conseguir produzir frases com 2 ou 3 palavras. Vai usar “eu”, “mim”, “você”. Com 3 anos, vai usar frases mais complexas e começar com a noção de plural, colocando o “s” no final das palavras para indicar quantidade.

É importante que a família preste atenção na criança e, se ela estiver com mais de 5 anos, mantendo um padrão infantil para falar, com trocas articulatórias, seria bom procurar um especialista na área. Atualmente, como as crianças iniciam mais cedo a escolaridade, o ideal é que essas alterações na fala possam ser corrigidas antes da alfabetização.

 

Você pode gostar de ler: Saiba se seu filho está se desenvolvendo corretamente e Meu filho está gaguejando, o que fazer?

Cecília Lima

Escrito por: Cecília Lima

Confira os 23 posts publicados pela Cecília Lima

Veja Também