Teste da linguinha será obrigatório em seis meses

26.06.2014 – Recentemente publicamos uma matéria da nossa colunista e fonoaudióloga, Cecília Lima, falando sobre Língua presa ou frênulo lingual e o desenvolvimento do bebê. Uma das prevenções é fazer o teste da linguinha. Na segunda feira (23) foi publicada uma lei que foi sancionada no dia 19 de Junho pela presidente Dilma Rousseff, que obriga as maternidades e os hospitais a realizarem o “teste da linguinha” nos recém-nascidos, antes de eles irem para casa. A Lei 13.002 deve entrar em vigor 180 dias.

Teste da Linguinha

língua presa ou frênulo lingual

O exame é simples, rápido e detecta se há uma alteração no frênulo – membrana que liga a língua ao assoalho da boca. Se o bebê tiver o problema, pode apresentar dificuldades de sucção e deglutição, que atrapalham a amamentação. “Isso dificulta a movimentação da língua e pode causar uma série de prejuízos à amamentação. Com a restrição da movimentação da língua, ao tentar sugar o peito, o bebê necessita exercer mais força para obter o leite e com isso pode ferir o mamilo da mãe. Ele pode também cansar com facilidade na hora da mamada, mamar toda hora, com intervalo entre as mamadas inferior a 2 horas, estalar a língua ao sugar e dormir enquanto mama.” – disse a Profa. Dra. Mirian Nagae.

Outra consequência é a língua presa: a criança poderá ter dificuldade na fala e na mastigação – não necessariamente ela terá os dois problemas, pode ser que mame normalmente, mas tenha a fala alterada.

Saiba mais sobre os problemas de não fazer o teste da linguinha, clique aqui.

Saiba mais

Teste da orelhinha: por que fazer?

O primeiro ano de vida do bebê

Teste do coraçãozinho em recém-nascido

Novidades no teste do pezinho

Justiça proíbe a venda de andador infantil

Saúde auditiva do bebê: como cuidar?

Amamentação e vacinas

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1298 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também