Será que o meu filho tem maloclusão?

15.07.2013

 

Na criança existem más oclusões que, quando abordadas precocemente pelo ortodontista e/ou odontopediatra, na fase da primeira dentição (dentes de leite) ou durante a troca dos primeiros dentes de leite, são facilmente corrigidas ou minimizadas, não se perpetuando e evitando maiores problemas para sua correção, na fase da dentição permanente.

Quais são os principais tipos de maloclusão?                       

-mordida aberta

-mordida profunda (ou sobremordida)

-mordida cruzada (anterior, posterior unilateral e bilateral)

-protrusão ou retrusão maxilar (maxilar superior para frente ou para trás)

-protrusão ou retrusão mandibular (maxilar inferior para frente ou para trás)

blog materno maes amigas ma oclusao

A mordida profunda não permite que os músculos da face exerçam a sua função correta durante a mastigação, podendo causar bruxismo (ranger dos dentes durante a noite) e problemas da articulação temporomandibular (articulação que abre e fecha a boca).

A mordida cruzada posterior pode ser unilateral ou bilateral. A arcada superior tem que se encaixar por fora da arcada inferior, como a tampa de uma caixa de sapato. Se uma criança tem mordida cruzada unilateral, irá mastigar somente de um lado, podendo alterar a estética e o crescimento facial, que será maior do lado com o qual mastiga e menor do lado oposto.

A protrusão ou retrusão maxilar ou mandibular é normalmente genética mas, também, pode estar associada a problemas respiratórios ou a hábitos como o uso de chupeta ou mamadeira de forma excessiva.

blog materno maes amigas sorriso criancaO que pode causar a maloclusão?

– Alterações na função mastigatória

– Perda prematura dos dentes decíduos

– Alterações no posicionamento lingual

– Hábitos de sucção como chupeta, dedo e mamadeira

– Respiração bucal

– Hereditariedade (características passadas de pais para filhos)

Quando tratar?

É indicado a criança fazer uma avaliação aos 3 anos de idade para que, caso tenha alguma alteração no seu desenvolvimento facial, seja diagnosticado e interceptado antes que se estabilize, evitando problemas futuros de difícil solução.

“O certo é iniciar os cuidados já a partir dos três anos de idade, o que não significa o uso imediato de aparelhos corretivos”, segundo Dr. Gerson Köhler, especialista em Ortopedia Facial e Ortodontia.

Esperar a troca de todos os dentes de leite por permanentes, para iniciar um tratamento ortodôntico, pode não ser o ideal. O melhor é acompanhar periodicamente o crescimento da criança e tratar, se necessário.

Imaginem o que aconteceu com a dentição de minha filha, aos 2 anos de idade!! Estava totalmente cruzada na região anterior! E tivemos que corrigir precocemente, mas esse será assunto para outro post… E detalhe, nunca dei chupeta para ela, com medo que ela tivesse os dentes tortos, rsrssrsrs.

 

Você pode gostar de ler: A chupeta realmente entorta os dentes? e Dentes separados. Isso é bom ou ruim?

 

placa-tripicchio

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1511 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também