Mães Amigas - Sangramento gengival na gestação

Sangramento gengival na gestação

15.08.2013 – As gestantes podem e devem cuidar dos seus dentes durante a gestação. A sensibilidade e o sangramento na gengiva são queixas comuns na gravidez. É importante procurar o dentista logo no começo da gravidez, para decidir o momento e o procedimento mais oportuno. Normalmente, esse momento é no segundo trimestre da gestação, período de maior estabilidade da mamãe e do bebê. O ideal seria a mulher procurar fazer tratamento odontológico antes de ficar grávida.

Veja o vídeo da ASSOCIAÇÃO DE OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO:

Durante o período de gestação pode ocorrer uma série de alterações no organismo da gestante, que facilitam o surgimento de problemas bucais, entre eles:    

Sangramento gengival na gestação– Aumento da acidez bucal.

– Alterações hormonais e aumento da vascularização da gengiva.

– Náuseas, vômitos, aumento na produção de saliva.

– Mudança nos hábitos alimentares.

– Diminuição dos cuidados com a higiene bucal.

É normal a gengiva sangrar durante a gestação?

Não. O sangramento é sinal de que a gengiva está inflamada (gengivite) devido à placa bacteriana, que não foi removida completamente. Contudo, a gengivite pode piorar na gravidez devido aos hormônios dessa fase, que aumentam a vascularização e a chance de uma inflamação da gengiva. Entretanto, devemos sempre lembrar que a gravidez não é responsável isoladamente pela gengivite.

Além disso, outro fator que deve ser considerado são os problemas que esse sangramento e inflamação da gengiva podem ocasionar na gestação. Recentes pesquisas indicam que o sangramento gengival durante a gravidez pode ser um indicador de risco a problemas de parto prematuro e bebês abaixo do peso normal (leia abaixo o texto com o periodontista Dr. Renato Casarin).

Veja o vídeo COLGATE- COMPREENDENDO AS DOENÇAS DA GENGIVA:

https://www.youtube.com/watch?v=GIKhbmp_Y20

Segundo a Sociedade Brasileira de Periodontologia (SOBRAPE), a gengivite da gravidez ocorre em cerca de 30% a 75% das mulheres grávidas.

Para saber a avaliação dos hábitos de higiene bucal de gestantes por trimestre de gestação realizado pela SOBRAPE, clique aqui.

7 orientações da Associação Brasileira de Odontologia Preventiva (Aboprev), sobre tratamento dentário na gestação:

1 – Evitar tratamento odontológico invasivo no primeiro trimestre e na metade do último trimestre. (No primeiro trimestre, para evitar interferências provenientes do meio bucal na formação do feto e, na metade do último trimestre, para prevenir o perigo de parto prematuro);

2 – Evitar tratamentos que demandem tempo prolongado na cadeira odontológica, evitando desconforto à paciente;

3 – Evitar possível crise hipotensiva, devido à posição assumida na cadeira odontológica;

4 – Eleger tratamentos preventivos e a aplicação tópica de flúor como intervenções mais frequentes; tratamentos emergenciais, apenas em casos estritamente necessários;

5 – As radiografias dentárias deverão ser evitadas mas, se necessárias, deverão ser realizadas após o primeiro trimestre, com toda proteção possível da gestante e do feto;

6 – Evitar medicamentos que poderão influir no feto, principalmente por difusão por meio da placenta. Evitar antibióticos derivados da tetraciclina e certas drogas do tipo narcóticos. Caso seja necessária a administração dessas substâncias, o obstetra deverá ser consultado;

7 – Utilizar anestésicos sem vasoconstritores, principalmente os feitos à base de octapressim*

*Apesar dessa orientação da ABOPREV, esse assunto ainda há muitas controvérsias. Especialistas afirmam que, caso a gestante esteja saudável, ela pode usar tranquilamente o anestésico COM vasoconstritor.

“Este é o principal motivo que faz com que as gestantes evitem o atendimento odontológico: o medo do uso do vasoconstritor. Na verdade, a linha científica é sempre a favor do uso dos vasoconstritores. Não há qualquer estudo científico que os contra-indiquem em gestantes saudáveis. Se as gestantes tiverem complicações associadas, aí sim há controvérsias, mas pouco estudadas. O fato é que 90% das gestantes são saudáveis. Mesmo os médicos, que em muitos casos contra-indicam, não mostram evidências científicas para isso. O vasocontritor nem sempre CONTRAI. Depende do tipo de receptor adrenérgico de cada órgão e o útero, cordão umbilical e etc não são afetados pelo vasocontritor em doses baixas”, disse Dr. Gabriel Politano, odontopediatra.

Durante a gestação, seus dentes e gengivas precisam de cuidados especiais: higiene bucal adequada, uso diário do fio dental, alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação.

Sangramento gengival na gestação - dr renatoDr. Renato Casarin, Especialista, Mestre e Doutor em Periodontia, pela UNICAMP, diz que, nos últimos anos, estudos realizados no Brasil e no exterior têm demonstrado que a presença da infecção gengival pode atrapalhar a gestação. Isso porque a infecção da gengiva não fica restrita apenas à boca e pode causar efeitos maléficos também em outras regiões do organismo. No caso das gestantes, essa infecção oral aumenta os níveis no sangue de produtos inflamatórios, além de favorecer a chegada de bactérias orais à região uro-genital. Nessas condições, pode haver uma alteração no desenvolvimento da gravidez e uma indução precoce ao parto, resultando no nascimento de bebês prematuros e de baixo peso.

Assim, uma mensagem muita clara deve sempre ser lembrada: os cuidados com a saúde bucal devem ser constantes, inclusive na gravidez, uma vez que não só a saúde da mamãe, mas também do bebê, pode estar em jogo!

 

Para saber mais, leia os artigos:

Evaluation of the Incidence of Preterm Low Birth Weight in Patients Undergoing Periodontal Therapy

Periodontal disease and some adverse perinatal outcomes in a cohort of low risk pregnant women

 

Você pode gostar de ler: Dicas de leitura para a gestante, Doulas: mulheres que cuidam e Ideias de fotos para gestante

 

placa-tripicchio

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1615 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também