Sangramento do nariz o que fazer e como prevenir

30.09.2015 – O tempo seco tem deixado muitas mães desesperadas e o motivo? Sangramento do nariz.

Na semana passada eu acordei e Miguel estava com a cara toda ensanguentada. Confesso, já enfartei muito ao me deparar com essa cena, mas foram tantos episódios ao longo desses 4 anos que com o tempo aprendi a olhar, limpar e apenas pensar “preciso passar mais sorinho durante o dia”.

Ontem foi a vez do Murilo, primeira vez! Levantei, fui espiá-lo e lá estava ele todo cheio de sangue. A minha reação foi bem de mãe de segunda viagem com experiência no assunto rs “Putz! Mais um filho que sangra o nariz.”

Esse problema afeta não só as crianças, mas pessoas de todas as idades.

Para entender um pouco mais sobre o sangramento do nariz, suas causas e prevenções, o nosso colunista e pneumologista infantil, Dr. Alfonso Eduardo Alvarez, respondeu as perguntas abaixo.

Bjs

Poly

Sangramento do nariz

O que causa o sangramento do nariz?

O sangramento do nariz, cujo nome medico é Epistaxe, é causado quando pequenos vasos (veias ou artérias) que passam pela mucosa do nariz se rompem.

Existem dois tipos de Epistaxe:

1 – anterior (90% casos aproximadamente), ou seja, mais próximo da parte externa do nariz. Normalmente neste caso o sangue sai pelas narinas.

2 – posterior (10% casos aproximadamente), ou seja, mais no interior da fossa nasal. É menos comum, mas com efeitos mais graves, geralmente o paciente acaba deglutindo o sangue.

De forma geral a Epistaxe ocorre mais frequentemente nos dias de tempo seco. A mucosa nasal fica ressecada e mais susceptível a apresentar ruptura dos vasos, por isso é muito comum em nossa região nos meses de outono e inverno.

A Epistaxe é um sintoma muito frequente, duas vezes por semana durante um mês, calcula-se que 60% das pessoas apresentarão algum episódio de Epistaxe durante a vida. Acomete principalmente crianças e idosos.

Tem algum sinal de alerta para a mãe ficar preocupada e ir ao médico?

O maior problema é quando o sangramento ocorre de forma muito intensa, o que é raro, pois apenas 6% das Epistaxes necessitam de tratamento médico para conter o sangramento.

Outra situação que precisa de atenção é quando a Epistaxe ocorre de forma repetida. Neste caso deve-se levar a criança ao pediatra para que seja investigado se há algum fator local ou sistêmico que esteja favorecendo esse quadro. Os fatores mais comuns estão citados abaixo.

Fatores locais:

  • Deformidades anatômicas
  • Inflamação secundária a infecções do trato respiratório como sinusite
  • Rinite alérgica
  • Corpos estranhos
  • Tumores intranasais
  • Cirurgias prévias
  • Trauma

Fatores sistêmicos:

  • Uso de alguns medicamentos
  • Alterações da coagulação do sangue
  • Problemas cardíacos
  • Leucemias
  • Hipertensão arterial
  • Doenças infecciosas
  • Má-nutrição (especialmente anemia)
  • Doenças vasculares

O que fazer durante o sangramento?

Na maioria das vezes o sangramento é auto limitado.

O importante é realizar o procedimento correto para parar o sangramento.

1) Deve-se manter a calma, sentar a criança de forma ereta, não levantar e nem abaixar a cabeça.

2) Deve-se então comprimir a parte lateral do nariz contra o septo do lado afetado por alguns minutos.

3) Após cessar o sangramento, não force para assoar o nariz pois poderá provocar novo sangramento.

4) Não introduza nada nas narinas.

5) Não tente limpá-las com cotonete, dedo, pinças, lenços, papel higiênico. Pode-se apenas aplicar soro fisiológico nasal para limpar as narinas.

Como prevenir?

Como sabe-se que a principal causa das Epistaxes é o tempo seco, nesta época do ano é fundamental a utilização de umidificadores no quarto da criança. Pode ser utilizado durante 3 horas de dia e 3 horas à noite, mas pode também ficar ligado a noite inteira, desde que no dia seguinte o quarto da criança seja bem arejado para evitar a formação de bolor (fungos) nas paredes.

Porque a maioria dos sangramentos ocorrem a noite

A maioria das Epistaxes ocorre a noite pois, com a criança deitada a pressão sanguínea nos vasos nasais é maior do que com a criança sentada ou de pé, o que favorece o sangramento.

 

Sangramento do nariz

 

Leia também:

18 cuidados com o ambiente para pessoas alérgicas

Alergia respiratória em criança – Causas e Sintomas

Clima seco afeta saúde das crianças

Alfonso Eduardo Alvarez

Escrito por: Alfonso Eduardo Alvarez

Confira os 6 posts publicados pela Alfonso Eduardo Alvarez

Veja Também