Novas regras para reprodução assistida

23.09.2015 Na última terça-feira (22), o Conselho Federal de Medicina, CFM, aprovou a Resolução nº 2.121/15, que suspende a idade limite para mulheres usarem técnicas de reprodução assistida – nome dado para os tratamentos adotados por casais com dificuldades de engravidar. Exemplos desses tratamentos são: fertilização in vitro e inseminação intrauterina.

Novas regras para reproducao assistidaDesde 2013, as mulheres acima de 50 anos só podiam utilizar a técnica de reprodução assistida mediante a aprovação dos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs). A partir de agora, se essas mulheres quiserem engravidar utilizando essa técnica, poderão, juntamente de seus médicos, assumir os riscos de uma gravidez tardia, levando em conta critérios técnicos e científicos.

Outra mudança anunciada diz respeito ao uso da reprodução assistida por casais homoafetivos do sexo feminino. Essas mulheres poderão, agora, implantar em uma delas o embrião gerado por meio do óvulo da parceira. Essa nova regra chama-se gestação compartilhada.

O nosso colunista, Dr. Ayrton Daniel esclareceu algumas dúvidas sobre a gravidez após os 40.

“É importante ressaltar que a gravidez aos quarenta anos não “detona” o corpo da mulher! O que detona o corpo de uma mulher é o que ela ingere, é um número baixo de horas de sono e de atividade física.”

 

Confira todas as dúvidas e respostas aqui.

Para saber mais sobre sobre as mudanças aprovas pelo CFM veja nos sites O Globo e na reportagem do Bom Dia Brasil.

 

Foto de destaque: Foto: wavebreakmedia / Shutterstock

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1252 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também