Mães Amigas na revista Metrópole

Olá Mães Amigas,
 
Hoje a revista Metrópole publicou uma matéria sobre o nosso grupo (reportagem de Karina Fusco). Estamos muito felizes e, claro, resolvemos dividir essa alegria com todas vocês que já fazem parte ou que desejam fazer. 
 
Aliáis… Se você leu a matéria e está aqui no site para conhecer melhor o nosso projeto… Ficaremos muito felizes (…mais ainda…rsrs) em ter você como integrante.
 
FAÇA PARTE VOCÊ TAMBÉM! 
 
Clique aqui, cadastre-se (pague uma taxa única de 20 reais através da lojinha virtual)  e receba a carteirinha na sua casa!  Com ela você poderá usufruir dos benefícios, descontos, encontros e vantagens que só uma Mãe Amiga tem! 
 
Confira mais essa alegria! Clique aqui para ler a matéria no site do Correio Popular ou leia a matéria abaixo.

COMPORTAMENTO
Mãe em tempos de internet
Virou moda: compartilhar os problemas e as alegrias dos filhos, além de trocar figurinhas sobre problemas com babás e passeios.
08/11/2012 – 14h46
Karina Fusco Especial para a Metrópole especial.metropole@rac.com.br
especial.metropole@rac.com.br

Dizem que ser mãe é padecer no paraíso e que cada criança que vem ao mundo faz nascer também uma mãe. Esses e outros ditados sobre a maternidade têm o seu fundo de verdade sobre as glórias e as dificuldades pelas quais passam as mulheres que cedem seu corpo para trazer ao mundo mais crianças.

Quem é mãe sabe bem que a maternidade é mesmo repleta de boas sensações e momentos especiais e únicos, mas também de angústias, dúvidas e até de culpa por achar que poderia ter feito melhor ou diferente em determinadas situações. Como diz a psicopedagoga Elizabeth Monteiro em seu livro A Culpa é da Mãe, quando o mundo não as acusa, elas mesmas fazem isso. “As mães se sentem muito culpadas quando percebem que suas famílias não seguem o modelo da ‘família perfeita’”, afirma.

Em tempos em que compartilhar, inclusive conquistas e problemas, virou moda, grupos de mães de Campinas na internet fazem sucesso. Neles, mães de primeira viagem e também mais experientes se ajudam, buscam soluções para suas dúvidas, desabafam sobre trabalho, marido, a dificuldade de encontrar empregadas e babás, trocam dicas de passeios e produtos, combinam encontros e, não raramente, fazem surgir amizades reais.

Um exemplo é o grupo Mães Amigas, que nasceu em abril de 2011 por iniciativa das irmãs: a publicitária Polyana Pinheiro e a jornalista Michelle Occiuzzi, que logo contaram com a ajuda e parceria da também publicitária Roberta Barbi, que as conheceu através de uma comunidade de noivas na rede social Orkut.

As três, que tinham acabado de ter seus filhos, se juntaram com outras amigas que estavam na mesma fase da vida e se comunicavam pelo Yahoo Groups. “Mas a caixa postal lotava e não dava para mandar arquivos”, recorda Polyana, que sempre gostou de relacionamentos humanos.

O passo seguinte foi criar o grupo Mães Amigas no Facebook e aos poucos ele foi crescendo, novos membros integrados, parcerias com empresas que pudessem oferecer descontos e benefícios para as integrantes e surgiu também a necessidade de criar regras para a boa convivência das mães, evitando publicidade, correntes e outras chateações. “Isso foi um diferencial”, considera Roberta, que atua como a administradora do grupo na rede social “É um grupo secreto no qual novos participantes só entram com convite de uma mãe integrante”, completa.

Qualidade, não quantidade!

Diante do crescimento, quando o grupo teve 300 integrantes, foi feita uma pesquisa e ficou decidido que era o momento de brecar a rápida ascensão e que a capacidade máxima naquela ferramenta seria de 600 pessoas. “Queremos ser mães realmente amigas, que se conhecem pelo nome, que se encontram, que colocam seus filhos para brincar enquanto conversam. Assim poderemos privilegiar o padrão, a qualidade e a nossa identidade”, ressalta Michelle.

A força dessa amizade também se concretiza em ocasiões práticas. Foi o que aconteceu quando o bebê da amiga de uma integrante nasceu com uma cardiopatia congênita e precisou de doação de sangue. “Postamos a necessidade e logo diversas mães e seus maridos se sensibilizaram e foram doar”, recorda Roberta, emocionada. E quando foi postada a notícia da recuperação da criança, muita gente curtiu.

Constantemente surgem postagens nas quais as mães dividem situações corriqueiras, como o filho que caiu da cama, o que fazer para melhorar o sapinho ou a estomatite, como e quando tirar a fralda ou a chupeta e até o primeiro corte de cabelo. Conquistas também são compartilhadas, como a primeira vez que o bebê andou, a medalha de um campeonato infantil de natação ou judô e até a independência no primeiro dia na escola. “Quem é mãe sabe que nada disso é bobagem”, argumenta Michelle. “Muitas vezes é melhor do que buscar ajuda em livros. Basta ter outra mãe na sua frente que as conversas fluem”, complementa.

Expandindo fronteiras!

Para atender as interessadas que não puderam integrar o grupo no Facebook, as Mães Amigas criaram um site, lançado no primeiro aniversário do grupo. Assim como as integrantes da rede social, as mães que se cadastram no site podem ter uma carteirinha que dá direito a benefícios, como descontos de 15% a 30%, em cerca de 45 estabelecimentos parceiros.

Para que as mães amigas se conheçam pessoalmente, uma vez por mês também ocorre em algum barzinho ou restaurante da cidade a happy hour, aberta só para elas, e semanalmente o Café da Tarde, que geralmente engloba uma atividade de lazer e um café, nos quais é permitido levar os filhos.

Na sede do grupo, em Barão Geraldo, a cada dois meses são programadas rodas de debates em que profissionais comandam uma conversa descontraída sobre algum dilema da vida de mãe. “Também organizamos bazares, ações para ajudar instituições e, de vez em quando, churrascos com abertura também para os maridos. Com tudo isso, nossos principais ganhos são as amizades e os retornos sobre o bem que nos faz ser mãe amiga”, considera Polyana.

Para saber mais:www.maesamigas.com.br

Curta a nossa página do Facebook
@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1446 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também