Exposição Amor de mãe tem que ser compartilhado

18.04.2014: Conceito sobre a exposição Amor de mãe tem que ser compartilhado.

Quando nos tornamos mães descobrimos a realidade do mundo materno através das nossas experiências.

Relembramos de quando éramos crianças e com certeza, por muitos momentos, percebemos que as nossas mães tinham razão. “Agora sim eu entendo” ou “Nossa, estou fazendo igualzinho a minha mãe” rsrs.

Eu sou um tipo de mãe. Tenho meus valores, meus conceitos, minhas vivências e toda essa bagagem colaborou para que eu construísse as minhas próprias crenças maternas. Ponto.

Você é um outro tipo de mãe. Com certeza com os seus valores, seus conceitos, suas vivências que carregam uma bagagem que com certeza colaborou para que você construísse a sua crença materna. Ponto.

E pelo mundo afora existem outros tipos de mães, com o meu tipo, com o seu e mães com outros tipos de valores, de conceitos e de vivências. Cada uma com a sua experiência construindo a sua história!

E quem tem permissão para dizer que ser mãe como eu, ou como você, é o melhor?
Quem disse que existe um “tipo de mãe” que pode ser considerado como melhor ou pior, ou que as atitudes podem ser vistas como certas ou erradas? Não existe! Essa É A VERDADE! Não existe!

Mas como a sociedade impõe que exista, do momento que nos tornamos mães, uma barreira já é criada sem perceber.
E não estou falando de parto ou amamentação não! Estou indo muito mais além dos inúmeros desaforos que mães afora fazem porque querem impor que aquele conceito ou aquele esteriótipo é o melhor, e único, a todo custo!

Mães que levantam uma bandeira por uma causa única criaram os seus próprios valores, e com isso, devem aprender a melhor forma de expor todo esse amor. E expor não significada impor! Expor significa falar das SUAS visões com sabedoria, das SUAS experiências com RESPEITO, sem ofensas, sem regras, sem críticas destrutivas.

Participei uma vez de um grupo de e-mails com milhares de mães. Com o tempo percebi que aquele grupo era mais a favor de algumas causas. E se alguma mãe compartilhasse sua experiência, com uma visão diferente do modo que a maioria pensava, pronto! Já era motivo para ela ser o alvo do ataque! Sim ataque! Um ataque de palavras ofensivas, de julgamentos pretensiosos, de críticas mal construídas. E coitada! Aquela mãe só queria compartilhar o seu momento, mas a partir desse sentimento, ela nunca mais compartilhou uma só palavra, uma só alegria, uma só preocupação.

O amor de mãe passa a ser compartilhado quando mães percebem que em um ambiente único ela não é criticada e nem julgada. Ela é respeitada! E de palavras em palavras, com diversas experiências vivenciadas de formas iguais ou diferentes aos dela, o debate é construído de forma saudável que permite a mãe, naturalmente, aprimorar sua bagagem e construir novas experiências.

É desse amor livre, saudável e respeitoso que o Mães Amigas deseja compartilhar na sua primeira exposição de dia das mães! E quem estará lá, compartilhando desse amor de mãe, pode ser você, que é mãe, e abraça com respeito todas as escolhas maternas. Que tal? Quer compartilhar desse amor de mãe?!?

Como participar?

Todas as mães estão convidadas a participarem do concurso cultural “Dia das Mães – Exposição Amor de mãe tem que ser compartilhado!”

Para participar a mãe deverá estar cadastrada no site Mães Amigas e enviar apenas UMA FOTO SUA com o(s) seu(s) filho(s) que represente um momento materno gostoso e respeitoso. Será considerado apenas uma foto por mãe cadastrada no site, independente de quantos filhos elas tenha. O importante é a mãe estar presente na foto.

A mãe deverá escrever no corpo do email uma frase, de até 2 linhas, sobre o que representa o momento fotografado. A foto deve estar anexada ao email e ter no mínimo 2.000 pixels de largura, ou no mínimo a resolução de 2Mb. Fotos abaixo dessa resolução serão automaticamente descartadas, tais como e-mails que contenham mais de uma foto anexada.

É permitido enviar fotos que foram registradas por um profissional, por amigos, por familiares ou selfies dos diversos momentos maternos: a descoberta da gravidez, a hora do parto, da amamentação, o primeiro encontro, o momento que ofereceu a chupeta, o primeiro suquinho, a soneca agarradinha, o passeio a um lugar especial, o sentimento do primeiro dia de aula, a visita ao médico, a atividade em conjunto dentro de casa ou no jardim, o beijo marcante de um momento gostoso, a preparação de um prato especial, a alegria de um primeiro momento único e inesquecível. Todos os momentos, independente de como eles aconteceram, poderão ser compartilhados conosco!

Os e-mails, com a foto e a frase, deverão ser enviadas para o email: eventos@maesamigas.com.br com o assunto “Dia das Mães + número do seu CPF”, do dia 18/04 até o dia 22/04/2014 as 12:00. Após essa data e hora os e-mails serão desconsiderados. Não serão considerados envios por inbox, whatsapp ou qualquer outro meio que não seja através do e-mail mencionado acima.

A comissão julgadora, composta por 3 mães amigas e 3 profissionais, irão selecionar 24 (vinte e quatro) momentos diferentes um do outro.

As escolhidas irão participar de uma exposição de Dia das Mães que acontecerá no Galleria Shopping, na frente da Livraria da Vila, do dia 29/04/2014 ao dia 18/05/2014.

Ao enviar sua foto para participação na exposição, a mãe autoriza, automaticamente, a veiculação da sua imagem durante a exposição “Dia das Mães – Amor de mãe tem que ser compartilhado!” no Galleria Shopping do dia 29/04/2014 ao dia 18/05/2014; no site e nas redes sociais do grupo Mães Amigas; no site e nas redes sociais do Galleria Shopping; e na imprensa em geral.

Todas as mães cadastradas receberão o convite para o coquetel de abertura da Exposição “Dia das Mães – Amor de mãe tem que ser compartilhado” no dia 29/04/2014! Portanto certifique-se que o seu cadastro está regularizado acessando aqui, com seu login e senha cadastrados.

Desejamos a todas as mães momentos únicos e inesquecíveis e boa sorte!

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1598 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também