Ajudei no parto da minha filha

selo-pai-amigo

Rafael Soto Clemente

Pai do Levi (2 anos) e Sarah (4 meses)

♥ “Eu ajudei no parto da minha filha. Fui correndo pro box do banheiro onde ela estava, apalpei e já senti os cabelinhos da Sarah na minha mão; disse pra ela: “força mulher, já está quase lá!!”

 

11.08.2014 – Na verdade, tudo começa quando o casal decide andar por si só, do lado inverso da população em geral. Tudo fica nebuloso, as duvidas minam as suas ideias.

É por isso que a informação e a união do casal são essenciais quando se toma uma escolha dessa. A partir desse ponto, é só olhar para frente e tapar os ouvidos para QUALQUER influencia negativa.

“Eu ajudei no parto da minha filha”

Para o parto domiciliar, contratamos toda a equipe medica necessária e também uma Doula; nossa casa fica bem perto da maternidade, o que deu também uma tranquilidade extra para um possível “plano B”.

danira 05

Após alguns dias com pequenas contrações, Danira acordou de madugada e me chamou: “Rafa… é hoje!”. Eu disse: “ok… deixa eu dormir então, porque vai demorar um dia inteiro…”

Acordei cedo, e la estava ela, com as contrações e um certo receio de “gritar” no apartamento. Logo chegou a Doula, e fez algumas massagens, e encorajou a Danira a prosseguir, e inclusive a soltar a voz.

Estavamos lá, eu, a Danira, a Doula e meu filho Levi (claro… a Sarah também, mas ainda na barriga da mamãe); todos ali, dando forças para que ela seguisse com contrações (sempre imaginando que aquilo ia muito longe).

Fui eu fazer o almoço, porque dali há pouco chegaria o batalhão de médicos; dourava eu uma cebola, calmamente, como sempre, e a Danira no chuveiro, sozinha, miando que nem uma gatinha. A Doula estava preparando uma banheira, um monte de parafernalhas especiais para o grande momento. Algo em torno de 11 da manha, e Danira diz no banheiro: “ta nascendo!”. Eu desliguei o fogo, sim… desliguei o fogo (kkk); fui correndo pro box do banheiro onde ela estava, apalpei e já senti os cabelinhos da Sarah na minha mao; disse pra ela: “força mulher, já está quase lá!!”. A Doula pediu pra que Danira saísse do box, pra poder ter acesso; já que eu estava ali de parteiro sozinho. Danira saiu, foi pro centro do banheiro; gritei para que meu filho viesse assistir a Sarah chegando; estávamos todos la, foram mais dois puxos e “ploft”! Sarinha passou pelas minhas mãos, a Doula deu uma verificada se estava tudo em ordem, passou para a Danira, ali já rolou um imprint com a mamãe, e logo mamou com muita força.

Não deu tempo de chegarem os médicos e nem a fotografa.

Meia hora depois do parto, a patroa já estava pegando o Levi no colo (11kl).

Enfim, foi tudo muito bom, Deus nos abençoou grandemente com o nascimento da Sarah em todos os aspectos.

Estou certo também que o Levi ama muito a Sarah, e muito por conta de ter visto ela nascendo, e desde sempre estando ali do lado; com papai, mamãe, todos juntos.

Se você que esta lendo este relato, for se animar para tentar o mesmo; a dica é: oração, informação, tapa ouvidos e muita união do casal.

Abraços.

Rafael.

*Fotos Tânia Camilio

Assista a entrevista do Rafael no Mães Amigas na TV

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1388 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também