? M√£es Amigas - Em Consulta: saiba tudo sobre a vacina BCG

Em Consulta: saiba tudo sobre a vacina BCG

22.05.2018 –¬†O Programa Nacional de Imuniza√ß√Ķes do Minist√©rio da Sa√ļde aconselha a vacina√ß√£o universal dos rec√©m-nascidos contra a tuberculose. Essa preven√ß√£o se d√° atrav√©s de uma vacina composta pelo bacilo de Calmette & Gu√©rin. No “Em Consulta” de hoje,¬†saiba tudo sobre a vacina BCG!

 

Marisa Dias Cintra

Formada em Medicina pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), especializou-se em Pediatria pela mesma instituição e possui o Título de Especialista em Pediatria (TEP). Atuou como médica pediatra nos principais hospitais da RMC e, atualmente, é proprietária e responsável técnica na Alphalive Vacinas, clínica especializada em imunização humana e serviços de Pediatria.

 

Em Consulta: saiba tudo sobre a vacina BCG

1. Qual a composição da vacina BCG?
A vacina BCG é composta por bacilos vivos e atenuados da Mycobacterium bovis, bactéria causadora da tuberculose.

2. Quando a criança deve receber a vacina?
Ao nascimento, de preferência ainda na maternidade (fato que não acontece em Campinas), até na primeira semana de nascimento. Para isso, o peso do recém-nascido de termo ou prematuro deve ser maior que 2Kg.

3. Quais s√£o as contraindica√ß√Ķes?
A vacina BCG não é indicada:

* para rec√©m-nascidos com peso inferior a 2kg, devido √† escassez de tecido d√©rmico, ou com les√Ķes dermatol√≥gicas extensas;

* em caso de suspeita de imunodeficiência ou recém-nascidos cujas mães fizeram uso de biológicos durante a gestação;

* para mulheres gr√°vidas;

* em caso de infecção por HIV.

4. Como é a aplicação?
A dose a ser aplicada é de 0,1 ml. A via é intradérmica, no braço direito.

5. Qual a proteção?
A vacina BCG protege contra as formas graves de tuberculose, como a Meningite Tuberculose e Tuberculose Miliar (por todo pulm√£o).

6. Qual é o esquema vacinal?
Dose √ļnica. Crian√ßas que n√£o apresentam cicatriz vacinal na primeira dose devem ser revacinadas seis meses ap√≥s receberem a vacina. A vacina pode ser feita apenas duas vezes.

7. Qual a reação esperada?
Les√£o local de evolu√ß√£o lenta e benigna, que se inicia por uma m√°cula (bolhinha vermelha) e evolui para p√ļstula (bolhinha com pus), crosta, √ļlcera e cicatriz plana. Isso pode ocorrer entre seis e dez semanas, mas deve-se aguardar 6 meses para avaliar cicatriz.

8. Quem acompanha esse processo?
O pediatra de rotina e o local onde foi feita a vacina√ß√£o (unidade b√°sica de sa√ļde ou cl√≠nica privada).

9. Qual o intervalo entre outras vacinas?
Pode ser feita com outras vacinas inativadas (mortos) ou atenuadas (vivos). N√£o existe nenhum problema quanto ao intervalo com outras vacinas, caso elas n√£o sejam feitas no mesmo dia.

10. Qual é a eficácia?
Aproximadamente 80% contra as formas graves. A proteção mantém-se por 10 a 15 anos.

11. H√° eventos adversos?
Sim. Alguns deles s√£o abscessos, ulcera√ß√£o maior que a esperada e linfadenite regional (g√Ęnglios inflamados na axila).

 

Confira também:

Diferenças entre as vacinas trivalente e quadrivalente РH1N1

Vacina contra gripe para crianças

@ M√£es Amigas

Escrito por: @ M√£es Amigas

Confira os 1653 posts publicados pela @ M√£es Amigas

Veja Tambťm
ÔĽŅ