Dizer ‘pare’ é melhor do que dizer ‘não’

Dizer pare é melhor do que dizer não

Selo-livro-4

 

“Já tentei de tudo” – Isabelle Filliozat

Editora Sextante – 2011

♥ “Nessa idade, o cérebro não processa de forma correta a negação.”

 

 

02.07.2015 – É inevitável! A fase de um ano a um ano e meio da criança é a fase do “não” dos pais. Quando a criança toca em algo sem ter consciência do perigo, quando coloca seus brinquedos na boca ou quando se apoia nos móveis para buscar equilíbrio, frequentemente, recebe uma adversão dos pais, não é mesmo? No entanto, é preciso prestar atenção na escolhas das palavras a serem ditas.

Você sabia que dizer ‘pare’ é melhor do que dizer ‘não’? É o que conta a autora e psicoterapeuta, Isabelle Filliozat, no livro “Já tentei de TUDO“.

Segundo a psicoterapeuta, a palavra “pare” é menos ambígua e mais eficaz, pois quando a dizemos abrimos os olhos em um tom imperativo, sem sermos críticos e, assim, interrompemos o movimento da criança. Ao contrário do “não”, que, ao dizermos, franzimos as sobrancelhas em um tom punitivo.

Nessa idade, o cérebro não processa de forma correta a negação. “Quando os pais proíbem, é como se eles estivessem dando uma instrução. A criança entende “não coma essa bala” como uma ordem – “coma a bala”- e obedece rapidamente, para não contrariar os pais”, afirma a autora.

Filliozat conta que é necessário explicar com palavras simples, depois de interromper o movimento da criança, o que queremos dizer, guiar seus gestos e reorientá-la. Se seu filho está mexendo em um vaso de flores, em vez de dizer “não”, mostre para ele que a planta é sensível e que ele deve, com gentileza, fazer um carinho. Assim a criança aprenderá como tratar a plantinha e se sentirá feliz com isso.

Fica a dica para a próxima vez que pegar seu pequeno “aprontando”.

Dizer ‘pare’ é melhor do que dizer ‘não’

 

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1280 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também