Diferença de idade entre os filhos

28.10.2015 – Que eu queria ter mais de um filho eu sempre tive certeza! Mas confesso que eu sempre me perguntei: Qual seria a melhor diferença de idade entre eles? Melhor diferença para eles ou para mim, a mãe?!?! [Para refletir]

Se você é mãe de um, sempre sonhou ter dois e já se pegou pensando sobre isso, vale a leitura até o final! rs

Hoje eu resolvi trazer experiências das próprias es amigas, que viveram (e vivem) na prática o dia a dia de ser mãe de dois! Como foi, o que pensam hoje, se fariam diferente….Vem com a gente!

A diferença de idade entre os filhos

Diferença de 1 ano e 8 meses: 

“Eu comecei a tentar engravidar da Manu quando o Rapha tinha 4 meses”

“Eu comecei a tentar engravidar da Manu quando o Rapha tinha 4 meses. Queria filhos pertinho porque na minha cabeça seriam amigos passando pela mesma fase, assim como eu e meu grande amigo e irmão. Eles têm uma diferença de 1 ano e 8 meses. Pesado? Pra caramba ! Amamentei o Rapha com um barrigão enorme até pouco antes da Manu nascer. Quando Manu nasceu, fez a cirurgia, ficou na UTI, mas o Rapha ajudava na produção do leite para a irmã. Passava a manhã no hospital com a Manu e Rapha me esperava ansioso para mamar a parte dele, assim meu leite não empedrava e produzia mais e mais para a irmã para o dia seguinte. Quando enfim nós 4 estávamos juntos, em casa, eu amamentava os dois ao mesmo tempo, um em cada peito. No comecinho eu dava muito mais atenção ao Rapha para ele não sentir ciúmes. Hoje com 5 e 3 anos respectivamente eles tem os desentendimentos normais de crianças mas brincam o tempo inteiro juntos. São amigos ! Um protege o outro e vendo isso, tenho certeza que para mim valeu muito a pena.” – Janini Janeri

 

Diferença de 1 ano e 5 meses

“Sinto que encarei o furacão de uma vez”

“Aqui foi 1 ano e 5 meses de diferença. Não me arrependo, pelo contrário, foi sempre o que quisemos. Ainda penso no terceiro, mas cada vez menos. Sinto que encarei o furacão de uma vez e agora com um de 5 e outro de quase 4 tenho um pouco de preguiça de começar de novo. Eles são muito companheiros e pouco brigam, dividem tudo e curtem as mesmas brincadeiras, roupas brinquedos tudo quase igual. Desvantagens? No começo foi punk, mas agora acho que o companheirismo de um para o outro compensou tudo.” – Maíra Sterque Vicentin

 

Diferença de 2 anos e 4 meses

“O ciúmes está muito grande”

“Aqui a diferença é de 2 anos 4 meses, e é punk, não sei se por serem 2 meninas, o ciúmes está muito grande, de quando não conseguimos dar atenção a mais velha, ela bate na bebê!! Mas acho que logo que a mais nova começará a interagir mais e a brincar, e penso que vai ser legal elas brincarem juntas!! A mais velha largou a fralda e a chupeta quando minha bebê estava com 3 meses, e estamos conciliando bem!!  Apesar do ciúmes, acho que é uma boa diferença!!” – Melina Arlow Rodrigues

 

Diferença de 2 anos e 9 meses

“Eu teria esperado uns 5 anos”

“A Juju me deu muito trabalho. Eu chorava e rezava dizendo a Deus que era por ela que eu tinha tido outra filha. Quase não amamentei a Larinha porque eu mal produzia leite, de tão cansada que era minha rotina. Ouvi do pediatra que eu estava acabada. A diferença delas é de 2 anos e 9 meses, e se eu soubesse que seria como foi, eu teria esperado uns 5 anos!” – Mariana Botazini

 

Diferença de 4 anos

“As duas se divertem”

“As minhas têm 4 anos de diferença. Para mim foi bom porque eu já não tinha um bebê em casa (Denise – a mais velha – já estava desfraldada e sem mamadeira ou chupeta), e já entendia o que estava acontecendo. Ela teve ciúmes, mas já sabia falar o que sentia e isso ajudou bastante. Hoje (Isa com 2, Denise com 6), as duas se divertem, se comunicam do jeito delas e a casa vira festa”. – Paolla Limy Alberton

 

Diferença de 4 anos e 2 anos

“Não me arrependo das minhas escolhas”

“Sou mãe de 3! Da Hannah para a Ariella são 4 anos de diferença. Os pontos positivos: é mais fácil de lidar com o ciúmes, não precisa carregar uma porção de fraldas e roupas quando saímos de casa. Ponto negativo: quando uma entra em uma fase a outra está saindo. Da Ariella para o Noah são 2 anos de diferença. Ponto positivo: crescem juntos, geralmente estão na mesma fase. Pontos Negativos: gerenciar ciúmes é mais difícil, e a bolsa quando saímos fica gigante, afinal são “dois bebês”. Mas, apesar de tudo, não me arrependo das minhas escolhas.” – Patricia Alves Rodrigues Figueira

 

Diferença de 5 anos e 7 meses

“Ele me ajuda muito!”

“Tenho Léo e Manu com diferença de 5 anos e 7 meses e sinto prós e contras. Prós: ele me ajuda muito! Então recomendo essa diferença de idade para mães que, assim como eu, moram longe da família, não tem ajuda de terceiros e etc. O contra é o motivo pelo qual sempre quis ter antes: eles estão em fases super diferentes. Léo na fase do Lego, por exemplo, e Manu colocando tudo na boca… Tenho que sair policiando tudo. Não sei qual é “melhor diferença de idade”. Se eu tivesse 3, teria em escada….Kkkk” – Beatriz Zogaib

 

Diferença de 6 anos e 6 meses

“Eu consegui curtir bastante cada um deles e em seu tempo”

“Os meus tem 6 anos e meio de diferença. Na realidade, não pensava em ter outro. Mas de repente, depois de tanto tempo, resolvemos tentar. Para ser bem sincera eu gosto da diferença deles. O Henrique não é mais um bebê e eu consegui curtir bastante cada um deles e em seu tempo. A diferença está diminuindo e acho que vai continuar cada vez mais. Acredito que o fato de ser dois do mesmo sexo também facilitou bastante e só nos trouxe alegrias. Espero que eles sejam muito amigos. Hoje eles brincam….brigam também, mas sei que se adoram!” – Adriana Nieble

 

Diferença de 7 anos

“Pude curtir ambos na íntegra e hoje cada um tem sua individualidade”

“Aqui são 7 anos de diferença, a Isa com 12 e o Davi com 5 e eu acho ótima a diferença! A Isa me ajudou muito pelo simples fato de se virar muito bem sozinha e ainda poder me ajudar!!! Só de não ter 2 bebês em casa eu achei ótimo. Pude curtir ambos na íntegra e hoje cada um tem sua individualidade sem precisar acompanhar sempre o irmão. A Isa tem seus amigos, as festinhas … E Davi também!!!! Hoje um ajuda o outro, a Isa faz todas as lições de inglês com o Davi, brinca, corre e defende o irmão !!!! É muito gostoso.” – Michelle Mingatto Furlan

 

Diferença de 7 anos

“Pude experimentar ser mãe mais nova e depois com um pouco mais de maturidade”

“Ian e Lorenzo tem 7 anos de diferença e achei ótimo essa distância. Pude curtir cada um de forma intensa e pude experimentar ser mãe mais nova e depois com um pouco mais de maturidade. Ian já era independente, tomava banho sozinho, comia sozinho e isso ajudou muito a não enlouquecer com o segundinho. Não sei como seria de outro jeito, mas aprovo a distância um pouco maior. Hoje o Lorenzo tem 1 ano e 7 meses e Ian tem 8 anos e brincam e se divertem muito juntos.” – Marília Tannuri Verni

 

Diferença de 7 anos

“Acredito que se fosse menor minhas filhas seriam mais companheiras”

“Aqui a diferença é de 7 anos. Eu acredito que se fosse menor minhas filhas seriam mais companheiras, amigas, brincariam juntas… Raramente isso acontece, até porque os gostos são diferentes. Mas eu acho que para mim foi muito melhor. Muito mais fácil. A mais velha, de 9 anos faz tudo sozinha. Toma banho, se troca, estuda, come, faz lição. Eu não me vejo cuidando de 2 bebês. Acho que não daria conta! Gosto dessa diferença de idade porque curti muito a Ana (a mais nova) e agora posso matar a saudade de ter a pequenininha de novo!” – Juliana Perrone

 

Diferença de 8 anos

“Ele tem muita paciência e a ensina muito”

“Os meus tem 8 anos de diferença! O que mais gosto dessa diferença é que não rola muito ciúmes. O Gabi, meu maior, me ajuda muito e percebo que o desenvolvimento da Luisa é bem mais avançado pois ela copia tudo dele! Ele tem muita paciência e a ensina muito. São extremamente grudados! A parte difícil é apenas conciliar os programas, pois um está na fase da baladinha e a outra no parquinho.” – Cibele Saiff

 

Diferença de 10 anos

“Achei perfeita a pausa dada”

“As minhas meninas tem diferença de 10 anos, exatamente 10. Achei perfeita a pausa dada, além de necessária, não tive problemas com ciúmes já que elas estavam em fases diferentes, a Julia me ajudou muito nesta fase e tinha uma responsabilidade enorme com a irmã, e isso acontece até hoje. Ela participa diretamente nos exemplos e na educação da Maria Fernanda. Quanto à mim e ao meu marido tivemos tempo para estruturar a vida, foi perfeito.” – Emilene Mendonca

 

Diferença de 14 anos

“Se o papo está sério demais pro lado do Gab dá para aliviar correndo pra Manu e vice versa”

“A diferença aqui em casa é de 14 anos. Para mim foi ótimo pois tive a oportunidade de curtir muito a infância do Gabriel e hoje tenho novidades em relação a infância da Manuela. Eles se dão bem, tem vínculo de amor muito forte, e a diferença de idade não impediu isso. Pude acompanhar as fases do Gab sem ter que me preocupar com outra criança, até o momento que a Manu chegou. Ele sempre me ajudou quando necessário! Essa diferença também possibilitou um “refresco” de vez em quando. Se o papo está sério demais pro lado do Gab dá para aliviar correndo pra Manu e vice versa.” – Si Martins

Para mim ouvir as histórias das mães me ajudou a decidir! Me programei (sim! RS) para ter o segundo quando Miguel estivesse perto dos 4 anos. Pensei que ele já não usaria mais fralda, já estaria mais independente, já teria mais compreensão de algumas atividades e isso me ajudaria no processo de ciúmes, com a chegada do segundinho. Murilo nasceu prematuro, 2 meses antes do previsto, e hoje meus filhos tem 3 anos e ½ de diferença!

Miguel não teve ciúmes no nascimento, mas apresenta um pouco  mais agora, que Murilo começou a andar, balbuciar e fazer gracinhas, de forma bem suave. Mais nada grave, tirando a dor saudável de ouvir “Ah mãe, você só faz assim para o Muriloooo”! rs. Eles nunca quebraram o pau ahahah (ainda!) mas algumas dicas me ajudaram nesse processo e essa diferença de idade, para mim, facilitou em alguns processos:

– Envolvimento do Miguel no processo da gestação do Murilo: contei sobre o bebê, levei ele em algumas consultas, coloquei o filme do parto dele para assistirmos juntos na gravidez, pintamos o quarto juntos, falamos sobre irmãos (eu tenho 2) e tentei mostrar que ter um irmão era demais kkk.

– Quando Murilo nasceu foi um baque, pois ele ficou 20 dias na UTI e muitos dos meus planos vieram por água abaixo, mas, na medida do possível fui envolvendo ele devagarzinho: ele ganhou presente do irmão quando chegou em casa, mesmo com muitas precauções (e medos pelo Murilo nem ter 2Kg ainda) deixava Miguel segura-lo, me ajudar a dar banho, eu brincava na hora de trocar a fralda dizendo “Eca! Que fedido!” e tentava não passar taaaantas precauções para que ele não se sentisse inibido, na medida do possível falar em tom normal, pegar no colo, dar atenção à ele mesmo estando com Murilo no colo ajudaram no processo.

– O medo de Miguel deixar de me amar era grande que eu tentei manter a nossa rotina de sempre: dar banho, buscar na escola, fazer o processo de dormir, rezar na cama juntos…e ele parecia sempre compreender, até porque a rotina da chegada do bebê não afetou a sua rotina.

Eu estou muito feliz com a diferença de idade entre os meninos: eles enchem meu coração de alegria, começam a brincar juntos, dão risadas e o Miguel ama dizer que “é o irmão mais velho.”

A verdade é que com o tempo pegamos o jeito. No começo pode existir algumas fases mais complicadas, mas pode ter certeza, que mesmo cansadas pra xuxú, tiramos de letra rs. Portanto bora aquecer o forno, deixar o medo de recomeçar para lá e encher a casa de bacuris….rs. Boa sorte!

Você pode gostar de ler:

Fotografilhos

Fotografilhos (Ike Levy) – Diferenças
{clique aqui para ler}

Segundo filho mais facil primeiro

Universo Polyana: Ter o segundo filho é mais fácil que o primeiro? {clique aqui para ler}

Vida de Gestante

Vida de Gestante e Mãe: Qual a melhor diferença de idade entre os filhos? {clique aqui para ler}

Ah, conte nos comentários a sua experiência também! Vamos adorar saber!

Polyana Pinheiro

Escrito por: Polyana Pinheiro

Confira os 110 posts publicados pela Polyana Pinheiro

Veja Também