15 dicas de mães de autistas para conversar com seu filho sobre autismo

02.04.2016 – Hoje, 02 de abril, é o dia Internacional da Conscientização do Autismo.

Muitas mães têm dificuldades de falar sobre o autismo com os filhos pequenos e de como explicar para eles que determinado amigo/a está dentro do espectro do autismo.

Ajudar seus filhos a entender algumas atitudes dessas crianças e a incluir amigos com autismo nas brincadeiras, mesmo que demore um pouco, é uma boa iniciativa!

Para saber mais sobre o universo do autismo e como abordá-lo com as crianças, conversamos com algumas mães do grupo TEApoio, com ajuda da Mãe Amiga Tarita Garcia, que com muito carinho nos deram algumas preciosas dicas para conversar com seu filho sobre autismo:

15 dicas de mães de autistas para conversar com seu filho sobre autismo

1) Sempre que for pertinente, explique ao seu filho que nem todas as crianças são iguais, aliás, as pessoas em geral são diferentes. Aprendemos muito com as diferenças.

2) Se seu filho perguntar sobre o assunto, fale que algumas crianças tem dificuldade de falar, outras de andar, de brincar, de enxergar, de ouvir…

3) Na escola, dependendo da idade, converse com o professor do seu filho para que ele use brincadeiras para ajudar na interação, como nomear um “ajudante” da criança com autismo. Isso os tornarão mais próximos.

4) Crianças com autismo aprendem tanto com o seu filho quanto o seu filho pode aprender com elas. Valorize essa interação. Ajude no que precisar para que ambos aproveitem essa troca.

5) Explique para seu filho que, às vezes, o amigo pode não responder, mas isso não significa que ele não tenha ouvido ou prestado atenção. Oriente-o a tentar essa comunicação de outra forma. Crianças podem ser bem criativas!

6) Tenha sempre muito cuidado com o que você diz ao seu filho. Ele irá repetir isso em algum momento. Então, trate o autismo de forma leve e não como algo negativo ou como um problema.

7) O TEA (Transtorno do Espectro Autista) é um transtorno complexo. As crianças que estão nesse espectro são diferentes. Não defina estereótipos, alguns agem de uma forma e outros de outra. Tente ajudar seu filho a enxergar o amigo além do autismo.

8) Se você tiver uma dúvida com relação à criança com autismo, pergunte abertamente pra a mãe dela. Como toda mãe, gostamos de falar sobre nossos filhos.

9) Não use muitas metáforas como, por exemplo, “chover canivete”, eles entendem na forma literal, podem ter medo e acreditar.

10) Quando falar com autista, seja direto e o mais claro possível.

11) Mãe de criança com autismo é mãe como você: com defeitos e qualidades. Ter um filho com necessidades especiais não a faz especial.

12) Gentileza é sempre bem-vinda, mas sinceridade também. Evite frases para agradar mães de autistas como: ele vai melhorar, vai se curar, tenho certeza! Seu comportamento em relação ao assunto será o exemplo que seu filho seguirá.

13) Quando possível, promova brincadeiras entre seu filho e o amigo como faria com uma criança neurotípica. Pode demorar mais tempo, pode ser necessário mais persistência e paciência, mas dá certo. Nada fará a mãe mais feliz do que ver o amigo perseverar.

14) Quando surgirem reclamações sobre a falta de reciprocidade da criança com autismo (ele não brinca, não olha, não gosta de mim), explique para seu filho que por mais que não pareça, ele gosta e precisa dos amigos!

15) Crianças com autismo não são melhores ou piores. São, antes de mais nada, crianças.

#todosjuntospeloautismo

Leia também

Criei um grupo de apoio sobre autismo depois dos gêmeos

Desenvolvimento da fala em autistas

Por trás dos olhos de um autista 

Meu filho tem Síndrome de Asperger

Meu filho é autista

 

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1393 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também