Como prevenir e tratar fissuras mamilares

17.10.2013 – Uma das intercorrências mais comuns do aleitamento materno são as fissuras mamilares, estas podem ser bem dolorosas e levam muitas mulheres a desistir de amamentar seus bebês. Assim, seguem algumas dicas que vão ajudá-la na prevenção e tratamento das mesmas.

O que são fissuras mamilares?

Estas são, nada mais nada menos, que as famosas “rachaduras”, sendo decorrentes do mau posicionamento da criança em relação à mama, do número e duração inadequada das mamadas e, principalmente, da técnica incorreta de sucção. 

 fissura mamilar  fissura mamilar 2

Dicas para prevenção

Durante a gestação:

Você deve preparar as mamas para o aleitamento materno desde a gestação, visando fortalecer a pele da região areolar e dos mamilos. Para isso, alguns cuidados são necessários:

– Realize banho de sol nas mamas, se possível, diariamente, por dez minutos, até às 10 horas da manhã ou após às 16 horas; ou realize banho de luz (utilize uma lâmpada de 40 watts, posicionando-a a cerca de um palmo de distância das mamas);

Como prevenir e tratar fissuras mamilares

– Evite a aplicação de produtos como cremes e/ou óleos hidratantes, pomadas e vitaminas na região areolar e nos mamilos, pois esses irão afinar a pele, deixando-os mais susceptíveis às fissuras.

Como prevenir e tratar fissuras mamilares

Iniciando o aleitamento materno:

É importante que, desde a primeira mamada, você esteja atenta a seguinte técnica:

– Antes de iniciar as mamadas, verifique se a região areolar está flexível. Quando a região não está flexível, é preciso esvaziar próximo da aréola até amaciá-la;

– O bebê deve abocanhar o máximo que conseguir da região da aréola e não apenas o mamilo; para que abra bem a boca, segure sua mama com a mão em formato de “C”, passe suavemente o mamilo no canto dos lábios, quando ele abrir bem a boca, introduza a mama. Quanto mais aréola o bebê abocanhar, menor será a probabilidade de fissura;

Como prevenir e tratar fissuras mamilares

– Verifique sinais de boa pega do bebê: o queixo do bebê deve permanecer encostado na mama e as bochechas devem estar arredondadas. Covinhas e barulho ao sugar são sinais de pega incorreta;

Como prevenir e tratar fissuras mamilares

– Não interrompa a mamada, o bebê deve deixar a mama espontaneamente. Se tiver que interromper, coloque um dedo suavemente no canto da boca do bebê de modo a interromper a sucção.

Como prevenir e tratar fissuras mamilares

– Quando o bebê abocanha corretamente a mama, você não deve sentir dor, talvez, apenas umas fisgadas nas primeiras sucções.

Dicas para o tratamento de fissuras:

O aparecimento de fissuras não significa interromper a amamentação. As fissuras causam dor, mas não impedem que você continue a amamentar seu bebê. Na maior parte das vezes, a dor desaparece logo que a pega do bebê é corrigida. Portanto:

– Corrija a posição da mamada, seguindo as orientações já citadas;

– Os mamilos devem ser lavados apenas uma vez ao dia, no momento do banho;

– Exponha as mamas ao ar e ao sol tanto quanto possível no intervalo das mamadas, ou então, realize o banho de luz, por 10 minutos de cada lado, 3 vezes por dia;

– Passe o próprio leite materno na região areolar e nos mamilos após as mamadas, pois o leite materno possui efeito cicatrizante. Você também pode aplicar compressas com leite materno, é uma excelente opção;

–  Colocar o bebê numa posição diferente para mamar.

ATENÇÃO: Nos casos graves, dependendo da extensão da fissura, deve-se suspender a sucção direta à mama por um período de 24 a 48 horas, ordenhar a mama e oferecer o leite no copinho.

 

SE HOUVER DÚVIDAS, PROCURE UMA CONSULTORA EM ALEITAMENTO MATERNO

           

Você pode gostar de ler: 

A forma correta de amamentar

Amamentação e vacinas

Amamentar facilita a produção da fala?

10 dicas para ter sucesso na amamentação

Carolina Coppola

Escrito por: Carolina Coppola

Confira os 25 posts publicados pela Carolina Coppola

Veja Também