Atenção aos brinquedos com ruídos

19.12.2013 – Natal chegando, listas das crianças com pedidos para o Papai Noel, listas do Papai Noel nas mãos dos pais, avós, tios… Mas muitas, vezes os pais precisam ajudar os pequenos a fazerem pedidos adequados à sua idade, ao espaço disponível na casa, à disponibilidade orçamentária dos pais e, principalmente, à segurança do brinquedo.

Desde 1998, todos os brinquedos fabricados ou vendidos no Brasil devem, obrigatoriamente, conter o selo do Inmetro que certifica a segurança dos brinquedos. O selo só é concedido se o brinquedo for aprovado em todos os ensaios aos quais for submetido. Um deles é o nível de ruído do brinquedo. Pelas normas atuais, ele não deve exceder 80 dB no caso de ruído contínuo, ou 100 dB para ruídos instantâneos.

brinquedos com ruído  brinquedos com ruído

No entanto, nem mesmo o selo do INMETRO garante que o brinquedo adquirido seja totalmente seguro para a audição e para o conforto auditivo da sua família. As normas americanas, por exemplo, acrescentam que brinquedos que são destinados a serem usados próximos do ouvido (como telefones de brinquedo) não devem exceder 65 dB quando medido a 50 cm de distância. E, além da criação de normas e fiscalização de órgãos federais, como o INMETRO e o IPEM (Instituto de Pesos e Medidas), é fundamental que os próprios pais atuem conscientemente em defesa da segurança das crianças.

Nos Estados Unidos, algumas associações contribuem para a conscientização de fabricantes, consumidores e gestores. Em relação ao ruído emitido pelos brinquedos, a Sight & Hearing Association’s Noisy Toys List de 2012 indica que o ruído do “Boneco Toy Story Buzz Lightyear que fala” chega a 111 dBA quando a medição é feita diretamente na saída sonora do brinquedo, e a 81,6 dBA a 25 cm de distância do boneco. Já a “Caixa de Correio Aprender e Brincar”, da Fisher Price, produz um ruído de 113,9 dBA na saída sonora e 91,5 dBA a 25 cm do brinquedo (lista de 2009). A exposição a sons de mais de 112 dB não é segura nem por 30 segundos! Isso é especialmente alarmante se considerarmos que crianças, especialmente as menores, tendem a brincar no chão, muito próximas aos brinquedos, e não se cansam de acionar os comandos sonoros. Vale A pena conferir também o relatório sobre a segurança dos brinquedos, feito pela U.S. Public Interest Research Group.

brinquedos com ruído

Caixa de Correio Aprender e Brincar

 

brinquedos com ruído

Boneco Toy Story Buzz Lightyear que fala

Dicas na hora de comprar um brinquedo

– Não compre produtos no comércio informal pois, na quase totalidade dos casos, são produtos irregulares, falsificados e não foram avaliados pelo INMETRO.

– Na loja, teste todos os botões sonoros do brinquedo por 5 minutos. Se o brinquedo soa barulhento para você, ele provavelmente é mesmo muito ruidoso para a criança.

– Você pode usar alguns aplicativos gratuitos de medidores de pressão sonora para tablets e smartphones. Embora não sejam equivalentes às medidas dos ensaios, essa é uma ferramenta útil para dar uma noção aproximada no nível de ruído gerado pelo brinquedo.

– Se for comprar brinquedos sonoros, dê preferência aos que têm botão de volume.

– Se seu filho(a) ganhar um brinquedo barulhento, coloque fitas adesivas transparentes sobre a saída do som no brinquedo. Essa é uma medida bastante efetiva em quase todos os casos. Se necessário, remova as pilhas do brinquedo.

– Se encontrar irregularidades nos brinquedos, denuncie ao Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) de seu estado ou entre em contato com a Ouvidoria do INMETRO, pelo telefone 0800-285-1818 ou pelo e-mail ouvidoria@inmetro.gov.br.

 

Selo Profissional-4

Keila Knobel

– Fonoaudióloga

– Pesquisadora e Divulgadora Científica

– Atualmente, desenvolve um programa de redução da poluição sonora em escolas

 

 

Você pode gostar de ler:

Saúde auditiva do bebê: como cuidar?

Teste da orelhinha: por que fazer?

Todo brinquedo é unissex?

Presenteie com brinquedos que desenvolvem

DVD infantil Jacarelvis e Amigos

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1472 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também