As dificuldades escolares das crianças

05.11.2013 – Muitas crianças atualmente vêm apresentando dificuldades escolares. Em algumas situações, essas dificuldades se apresentam como não aprender a ler e a escrever ou então, essas habilidades aparecem de forma lenta e defasada em relação às outras crianças da mesma faixa etária.

É comum também esses problemas serem atribuídos a uma dificuldade da própria criança, ou de alterações de atenção ou de aprendizagem, como se ela fosse “culpada” pelas limitações que possa apresentar. Porém, essa crença nem sempre é verdade.

São poucas as crianças que têm um problema orgânico, que possa prejudicar a aprendizagem, como nos casos da dislexia, discalculia, deficiência mental ou autismo.

A maior parte das crianças pode estar refletindo problemas de outra natureza, tais como: falta de oportunidades para aprender, metodologias inadequadas sendo utilizadas, problemas sociais ou emocionais etc. É importante que se faça um diagnóstico correto da situação, separando as causas que podem estar levando a criança a ter essas dificuldades.

Crianças que desenvolveram bem a linguagem oral, que apresentaram um bom desenvolvimento motor e que tiveram muitas oportunidades de conviver com pessoas que lêem e que escrevem ou que estão acostumadas a um padrão de leitura dirigida a elas, por meio de contação de histórias, têm mais chances de sucesso com a alfabetização.

As dificuldades escolares das crianças

Procure sempre apresentar à criança um ambiente rico de estímulos. Se a criança for pequena, você pode apenas mostrar as figuras para a criança ou ler histórias bem curtas, com muitas ilustrações. A criança tem um período de atenção muito curto, ou seja, ela logo se cansa da história e passa para outra brincadeira.

Quando a criança tiver seus quatro ou cinco anos, você já pode apresentar histórias mais compridas, textos maiores, podendo até dramatizar os acontecimentos, fazer um teatrinho. Nessa idade, as crianças já começam a reconhecer algumas letras, reconhecer seu nome no meio de outros nomes apresentados a elas.

Em todo lugar que vamos, nos deparamos com algo escrito. Leia as placas para a criança, os símbolos das marcas mais famosas, do tipo: a marca do suco que ela gosta, do time de futebol preferido, da boneca preferida, da marca da roupa que ganhou da vovó, da empresa onde o papai trabalha etc. Quando a criança começar a ler essas marcas ou as placas que estão na rua, ela estará dando início ao processo de leitura. Muitas delas já iniciam a educação formal sabendo ler e escrever algumas palavras. A partir daí, ela precisa cada vez mais de momentos como esse, de familiaridade com os livros, com os textos escritos.

Substitua os jogos eletrônicos por livros. Você vai se surpreender com a rapidez com que as crianças aprendem!

 

Você pode gostar de ler:

Tem leitor novo nessa casa!

Como contar uma história?!

Separação dos pais, como lidar com isso?

 

Cecília Lima

Escrito por: Cecília Lima

Confira os 23 posts publicados pela Cecília Lima

Veja Também