? Mães Amigas - Alergia à slime fez meu filho ficar internado e inchar 5 quilos

Alergia à slime fez meu filho ficar internado e inchar 5 quilos

08.11.2018 – Na noite do dia 12 de setembro de 2018, a pedagoga Adriana Mello (39) comprou um slime para o Nicolas, seu filho de 7 anos. Na manhã seguinte, após brincar com a “geleca”, a criança acordou inchada e com manchas pelo corpo. “Alergia à slime fez meu filho ficar internado e inchar 5 quilos!”, alerta Adriana. Veja no relato!

 

Adriana Mello
Mãe do Nicolas, de 7 anos

 

♥ “Não deixo mais meu filho brincar com isso e não recomendo para ninguém! Assim como aconteceu com ele, pode acontecer com outras crianças.”

 

 

Na noite do dia 12 de setembro de 2018, comprei um slime da marca Kimeleka para o Nicolas, logo depois de buscá-lo no futebol. Ele brincou com a geleca por horas, tomou banho e dormiu.

Na quinta-feira do dia 13 de setembro, logo pela manhã, notei que ele estava com manchas pelo corpo – como nas fotos.

Alergia à slime: Nicolas teve manchas e inchaço no corpo. (Fotos: Arquivo pessoal/Adriana Mello)

 

O levei ao pronto atendimento. Chegando lá, informei o ocorrido e meu filho foi medicado. A médica o mandou para a casa depois de ver que ele desinchou. Fomos orientados a observá-lo.

 

“Mas ele inchou novamente

na sexta-feira à tarde.

Corri de novo para o hospital”

 

Ele inchou bastante novamente na sexta-feira à tarde. Corri de novo para o hospital. Ele foi novamente medicado, ficou em observação e, como não melhorava, teve que ficar internado na madrugada de sexta para sábado.

Tomou muita medicação na veia para desinchar, já que, de 35 kg, meu filho estava pesando 40 kg!

Atualmente, ele está passando no alergista, que solicitou à empresa as informações complementares do produto. O objetivo é ver qual composição causou a alergia.

O que me deixou mais indignada foi que eu entrei em contato com a empresa, passei todas as informações do que aconteceu com o meu filho e não senti nenhum apoio.

Questionei sobre o lote, a possibilidade do problema estar nele, especificamente, e eles não se interessaram em recolher para fazer nenhuma análise.

Não deixo mais o Nicolas brincar com a Kimeleka e não recomendo para ninguém. Assim como aconteceu com ele, pode acontecer com outras crianças. Não foi uma reação das simples!

O meu filho brincou com o slime exatamente como mostra a propaganda. Conversando com ele, ele me explicou que colocou a geleca na boca para encher, como mostra o comercial (veja abaixo!). Essa é a parte que eu acho mais grave: o brinquedo incentiva o problema.

Propaganda da Kimeleka mostra crianças colocando produto na boca. (Crédito: YouTube/Acrilex)

 

 

O outro lado

Nas informações sobre o produto, disponibilizadas no próprio site da fabricante, Acrilex Tintas Artísticas, consta que a Kimeleka não tem substância ou mistura classificadas como perigosas, de acordo com a ABNT NBR 14725-2.

Sobre a corrosão/irritação da pele, é informado que o produto não é classificado para este perigo, segundo critérios do Sistema Globalmente Harmonizado (GHS).

Nós tentamos contato com a Acrilex, mas não recebemos resposta sobre o caso em específico.

 

Leia também:

Meu filho teve alergia à tatuagem de henna feita na praia

Minha filha se afogou com uma cauda de sereia; vídeo

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1650 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Tambm