? Mães Amigas - Acidentes que podem acontecer com a criança na fase escolar

Acidentes que podem acontecer com a criança na fase escolar

13.05.3013

 

A liberdade e independência da criança na fase escolar, entre 5 e 10 anos de idade, estão associadas a não interpretação adequada de possíveis riscos envolvidos em atividades simples, do dia-a-dia. Pais e responsáveis devem estar sempre atentos para procurar evitar os acidentes mais comuns.

Prevenção de afogamentos

Quando a criança está próxima de mar, piscina, lagos ou rios é fundamental que ela seja orientada e mantida sob vigilância. São medidas importantes:

– Manter cisternas, toneis, poços e outros reservatórios domésticos trancados ou com alguma proteção que não permita “mergulhos”.

– Piscinas devem ser protegidas com cercas de, no mínimo, 1,5m que não possam ser escaladas, e portões com cadeados ou trava de segurança para dificultar o acesso.

– Bóias e outros equipamentos infláveis passam uma falsa segurança. Eles podem estourar ou virar a qualquer momento e a a criança ser levada pela correnteza.

– Próximo a rios, mares, lagos e piscinas o ideal é o uso de colete salva-vidas.

– Crianças devem aprender a nadar com instrutores qualificados ou em escolas de natação.

– No mar, respeite as placas de correnteza e proibido nadar.

– A piscina sempre deve dar “pé”.

 

Prevenção de atropelamentos

Uma medida efetiva para se prevenir atropelamentos é ensinar as crianças desde muito cedo a ter um comportamento de “pedestre” seguro. Oriente seu filho a:

– Atravessar a rua olhando para ambos os lados.

– Respeito aos sinais de trânsito e faixas de pedestres.

– Crianças menores de 10 anos devem sempre atravessar a rua acompanhadas de um adulto, eles não têm capacidade de julgar e agir frente aos riscos.

– Não permita que a criança brinque em entrada de garagens, quintais sem cerca, no meio da rua ou em estacionamentos.

– Nunca atravessar a rua correndo.

– Antes de descer de veículos (transporte coletivo), assegure-se que eles estejam totalmente parados.

 

Prevenção de acidentes com bicicleta, skate e patins

A independência e mobilidade dada às crianças por esses brinquedos devem vir acompanhadas de cuidados para que se evitem acidentes. São eles:

– A utilização desses brinquedos exige responsabilidade e respeito às leis de trânsito.

– Utilize equipamentos de proteção apropriados: capacete (fundamental), joelheira e cotoveleira adequados ao tamanho da criança. Todos devem ter o selo do INMETRO.

– Para condução desses brinquedos, o ideal é a utilização de sapatos fechados e ajustados aos pés.

– A utilização desses brinquedos deve acontecer em locais seguros, como parques, ciclovias e praças. Longe do fluxo de carros, de piscinas, lagos, sacadas e escadas.

– Mantenha as crianças sob vigilância até que elas tenham desenvolvido plenamente suas habilidades para controle dos brinquedos.

– Cheque se o funcionamento dos equipamentos e brinquedo está bom. Não permita que as crianças utilizem brinquedos danificados.

 

Prevenção de queimaduras

Elas podem acontecer por chama, calor direto, líquidos quentes ou choque elétrico. Para prevení-las, você deve:

– Manter as crianças longe da cozinha e do fogão, principalmente durante o preparo das refeições.

– Não deixe as crianças brincarem por perto quando você estiver passando roupa, nem largue o ferro elétrico ligado sem vigilância.

– Cuidado com os fios dos outros eletrodomésticos.

– Não permita que as crianças brinquem com fogo.

– Não permita brincadeiras com fogos de artifício.

– Verifique as instalações elétricas. Fios desencapados podem ser muito perigosos.

– Pipas devem ser empinados, sem cerol, somente em campos abertos e sem fios.

– Não deixe fósforos, isqueiros ou outras fontes de chamas ao alcance de crianças.

– Não permita o acesso de crianças à líquidos inflamáveis (álcool, perfumes etc.).

 

Prevenção de quedas

Principal causa de internação por acidentes no Brasil, as quedas podem causar lesões graves, como fraturas e traumatismo craniano. Algumas orientações nesse sentido são importantes:

– As crianças devem brincar em locais seguros. Cuidado com escadas, sacadas e lajes sem proteção.

– Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos.

– Mantenha camas, armários e outros móveis longe das janelas, pois podem facilitar o acesso para que as crianças os escalem e se debrucem.

– Cuidado com pisos escorregadios e coloque antiderrapante nos tapetes.

– Apartamentos devem ter em suas janelas e sacadas telas de proteção resistentes e com manutenção permamente.

Silvia Castilho

Escrito por: Silvia Castilho

Confira os 54 posts publicados pela Silvia Castilho

Veja Tambm