Acampar com criança, eu fui!

02.12.2015 – Siiiimmmmm eu abracei essa aventura e fui com o meu filho de cinco anos e hoje eu vou dar dicas para acampar com criança. Era uma atividade que ficava martelando na minha cabeça e que eu sempre deixava para depois. Cada hora um motivo! Nunca conseguia conciliar o meu desejo com o tempo disponível das pessoas que poderiam me acompanhar nessa viagem. Um dia falei: Chega, eu vou e ponto final! Marquei um final de semana e NADA seria desculpas. Para garantir que a viagem iria acontecer, contei para o meu filho e foi só pulos de alegria, rs!

Acampar com criança, eu fui!

acampar com criancas 19

Primeira missão: Qual o destino? Como amo Itamambuca, em Ubatuba, decidi que lá seria a noite do nosso primeiro acampamento. Qual Camping? Me indicaram o Itamambuca Ecoresort ou o Camping Tio Gato. Como o Itamambuca estava fechado para um casamento, fui para o Camping Tio Gato.

No meio dos preparativos, em conversa com a Ford, recebi um convite para fazer um test drive na EcoSport. Aceitei, Claaaaarooooooo, e lá fui eu para uma viagem “meio maluca” mas de EcoSport, rsrs!

Eu estava com medo de ir sozinha… Medo de assalto, de não conseguir montar a barraca, de não dar conta durante a noite, de bichos enormes e peçonhentos, de várias coisas (NA VERDADE). Tentei não pensar muito no que poderia dar errado, apenas no sorriso dele montando a barraca, acendendo a lanterna e olhando para o mar. Fiz as malas, coloquei no carro a barraca, o plástico para o chão (a unica coisa que eu sabia que era muito importante), repelente, muitos edredons (pois não tinha colchão), três travesseiros, toalha e a tal lanterna. Sobre o papel higiênico, coloquei ele no porta mala do meu carro, mas como eu ia com outro carro (lembra lá em cima que eu ganhei um test drive kkkkkkkkkk), o lindo papel ficou em Campinas mesmo!

Acordei cinco horas da manhã, coloquei o Hector dormido no carro (afinal nenhuma criança merece pegar 4 horas de viagem para chegar no tão empolgante acampamento) e lá fui eu… Super confiante??? Não…Super insegura, isso sim! Com uma hora de viagem o meu namorado (que estava mais para ex pois estávamos dando um tempo) me ligou e “se colocou a disposição”…UFAAAAAAAAAAAAAAAA! Além de eu tentar resgatar o romance ainda teria uma ótima companhia masculina para essa viagem. Sim, eu voltei uma hora de viagem e, embora o acampamento teria sido legal sem ele, com ele ficou muito mais divertido.

acampar com criancas 20

Acampamento é para quem gosta e para quem está disposto a enfrentar o que vier pela frente. Se você tem medo de pernilongo, bicho ou odeia dormir no chão, não vá! Isso será ruim para você e consequentemente ruim para a criança. Foi legal para ele porque foi legal para mim, entende? Isso não foi um esforço e sim uma viagem da qual eu queria fazer e “convidei” o meu filho para ir junto, rs. Isso é super importante para o sucesso do acampamento.

Ao chegar tínhamos que escolher um lugar para acampar. Essa é a parte mais divertida, onde colocar a nossa “casa temporária”? Após debatermos muito, analisarmos todos os pontos fortes e fracos de cada lugar, finalmente escolhemos um cantinho perto do lago, porém, depois de erguer a nossa moradia, o sol mostrou que o lugar que nós havíamos calculado cuidadosamente não era o melhor local. Pois bem, mudamos a barraca de lugar… só que dessa vez foi arrastando e mesmo assim ela ficou em cima da raiz de uma árvore, mas tudo bem, colocamos um travesseiro para deixar aquele ponto “fofo”.

O que me deixou mais feliz foi ver que eu não era a única maluca que gostava de acampar com criança. Ao lado da nossa cabana, tinha uma família que comemorava o aniversário do filho. Eles estavam acapampando com dois meninos, um de seis e outro de sete. Além deles tinha outra família com outro menino de 5 anos. Resumindo, o Hector ficou muito animado quando encontrou três meninos para brincar. Demos muita sorte! Eles pulavam de barraca a barraca, brincando com terra, bichos, folhas, galhos e usando toda a imaginação que criança dessa idade merecem usar. Foi demais!

No camping tinha energia, banheiro, chuveiro com água quente e restaurante. Estrutura mínima para acampar com criança. O restaurante trás conforto mas não é tão necessário assim, nós só usamos para encomendar a marmitex que iríamos comer dentro da barraca. Sei que é meio estranho mas queríamos curtir a bagunça, mesmo comendo todo mundo esmagado…kkkkk!!! Fizemos isso… apertados mas felizes! Não levamos equipamento para cozinhar, fazer churrasco, nada disso… na próxima levarei!

acampar com criancas 17

Montar a barraca foi relativamente tranquilo. A quantidade de “edredom como cama” para mim foi o suficiente. Os pernilongos não atacaram a gente por causa do repelente. Dormimos mal durante a noite pois a nossa barraca é muito quente e tem pouca ventilação. Para ficar mais arejado, tive que abrir o zíper e, como choveu, entrou água. Imagina uma mistura de calor com frio, rsrs! Isso acordou a gente várias vezes a noite mas não estragou e nem desanimou nenhum de nós.

Como fomos dormir as 20:30, o meu pequeno pulou da cama antes do sol nascer, rsrs! Ele estava ansioso para ir a praia. Já tínhamos ido no dia anterior mas começou a chover, nós voltamos e os meninos brincaram até não poder mais, porém a praia ficou só para o domingo. Assim como o Hector, todos eles levantaram cedo e logo estavam prontos para atravessar o barquinho para chegar na areia. O camping ficava do outro lado da lagoa de Itamambuca e para chegar ao mar tínhamos que pegar a “mini balsa”, atravessar a “mini floresta” com caranguejos azuis (lindos por sinal!), andar mais cinco metros para colocar o pé na praia. Pegar o barquinho foi diversão para as crianças que tinham que puxar a corda para o barco andar. Foi bem divertido!

O tempo não estava ensolarado. Estava nublado mas deu para curtir e pegar umas ondas com a criançada. A felicidade do Hector (meu filhote) foi indescritível e eu jamais conseguiria transmitir em palavras o significado desse momento para vocês, mas acreditem, foi realmente uma viagem inesquecível e com certeza ficará na memória dele para sempre e na minha também.

Eu ainda sou muito amadora em “acampar com criança”, mas aprendi muuuuitaaaasss coisas que irei levar para as minhas próximas viagens de camping, afinal essa foi só a primeira, rsrs! Vou dividi-las com vocês

Dicas para acampar com criança

1. Saia de casa enquanto eles estiverem dormindo ou na hora do soninho

2. Leve pelo menos duas lanternas. Uma para ficar dentro da barraca e outra você usar caso queira sair da barraca durante a noite. Usar a mesma lanterna pode deixar a criança assustada caso acorde e esteja tudo escuro. Não esqueça das pilhas reservas.

3. Garanta um kit de primeiros socorros: remédios para febre, machucados, picadas e pele queimada de sol (clique aqui e leia essa matéria com dicas de kits)

4. Leve garfos, facas, colheres, pratos (de preferencia fundo para evitar sujeira), copos, papel toalha, detergente e bucha para lavar a louça (eu esqueci tudo isso… tinha um local para lavar a louça mas eu não tinha o “kit lava louça”)

5. NÃO ESQUEÇA O PAPEL HIGIÊNICO

6. Leve uma pano de chão para colocar na entrada da barraca

7. Pense uma forma da criança fazer xixi durante a noite com chuva… Como eu tenho menino, por sorte, tinha uma garrafa de água vazia na barraca e foi lá mesmo que ele fez xixi as duas vezes que acordou. Para as meninas, me falaram de pinico com serragem, garrafa pet cortada no topo e virada para dentro formando um funil, balde com saco de lixo, pinico com areia de gato para não deixar cheiro….

8. Leve uma lona ou tenda para fazer um teto em cima da barraca. Isso bloqueia o sol, a chuva e ainda cria um espaço “extra” para fazer o xixi durante a noite chuvosa, para fazer o jantar entre família sem ficar apertado na barraca, para conseguir esticar as pernas caso esteja chovendo, rsrs!

9. Leve para dentro da barraca durante a noite: água, uma solução para o xixi noturno, repelente, uma muda de roupa para as crianças (se a mala ficar no carro), lanterna e muitos livros para leitura.

10. Não pense muito… as brincadeiras e a diversão está nos pequenos momentos, na bagunça e no desconforto. Cada ideia pode ser genial se não planejada demais. Cada sorriso pode ser uma surpresa se não esperado demais. Vá vazia de expectativas e preenchida de alegria. Não tenha medo de ir só você e seu filho, aquilo que dá certo é aquilo que queremos que aconteça!

Boa Sorte e volte aqui para contar!

E se você é uma mãe mochileira e cheia de dicas para acampar com crianças, por favor, escreva em comentários o seu aprendizado para juntas ajudarmos aquelas que morrrreeeemmmmmm de vontade de ir mas não possuem coragem!

Até a próxima

Michelle Occiuzzi

Escrito por: Michelle Occiuzzi

Confira os 61 posts publicados pela Michelle Occiuzzi

Veja Também