ABA tratamento para pessoas com Transtorno do Espectro Autista

 

 

Mariana Valente T.
Mestra, Psicóloga Especialista e Psicopedagoga
Grupo ABAcadabra

 

 

ABA tratamento para pessoas com Transtorno do Espectro Autista

25.04.17 – Muito tem se falado do tratamento ABA para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).Inclusive, você já pode ter ouvido a expressão “método ABA”. No entanto, é importante esclarecer que ABA não se define como um “método” de intervenção, restrito a essa população.

A Análise do Comportamento Aplicada (ABA – AppliedBehaviorAnalysis) consiste na aplicação e/ou intervenção derivada da Ciência do Comportamento, que observa, analisa e explicaa associação entre o ambiente, o comportamento humano e a aprendizagem.

Mais especificamente, consiste na produção de tecnologia, vinculada à Psicologia Comportamental de Skinner, voltada para solução de problemas e demandas socialmente significativas.

Por se tratar de uma ciência aplicada, pode ser empregada em qualquer contexto que envolva comportamentos e relações humanas. Ou seja, não se aplica somente aos TEA. É possível utilizar a tecnologia produzida pela ABA em diferentes ambientes, como escolas, comunidades, clínicas e também com pessoas com TEA.

A terapia ABA envolve o ensino intensivo e individualizado das habilidades necessárias para que o indivíduo possa adquirir independência e melhor qualidade de vida possível (como comportamentos sociais, comportamentos acadêmicos, atividades de vida diária), bem como a redução de comportamentos como agressões, estereotipias e fugas.

Assim, os principais objetivos da ABA são:

* Ampliação de repertório (ou seja, instalar novos comportamentos principalmente nas áreas de linguagem, vida diária, brincar, socialização e interação com o outro);

* Minimização de repertórios disfuncionais (reduzir comportamentos como estereotipia, padrões de rotina e repetição);

* Inclusão social e generalização (programar para que o indivíduo generalize o que aprendeu para os ambientes sociais: comunidade em que vive, escola e demais contextos).

Pesquisas recentes têm demonstrado que ABA é o único tratamento oferecido a crianças com algum desenvolvimento atípico, especialmente com diagnóstico de TEA, que possui evidência científica suficiente para ser considerado eficaz.

O TEA é um transtorno do neurodesenvolvimento infantil caracterizado por dificuldades na interação social, comunicação, comportamentos repetitivos e interesses restritos, podendo apresentar também sensibilidades sensoriais (DSM 5, 2013).

Por se tratar de um espectro, os sintomas presentes no TEA englobam um contínuo, podendo ir de leve à grave, o que permite aos especialistas explicações a respeito das variações nos sintomas e comportamentos de pessoa para pessoa (Khouryet al, 2014).

E é justamente devido a essa variabilidade de sintomas e comportamentos que a ABA é aplicada às pessoas com TEA: por ser individualizado e estruturado de acordo com as particularidades de cada um.

Portanto, a Análise do Comportamento Aplicada (ABA) tem demonstrado ótimos resultados para com as pessoas com TEA, porém não deve ser entendida como uma intervenção exclusiva a essa população.

ABA tratamento para pessoas com Transtorno do Espectro Autista

Confira Também:

Autismo: Temos medo que excluam nossos filhos ou que nos excluam?

15 dicas de mães de autistas para conversar com seu filho sobre autismo

Criei um grupo de apoio sobre autismo depois dos gêmeos

Meu filho é autista

 

@ Mães Amigas

Escrito por: @ Mães Amigas

Confira os 1358 posts publicados pela @ Mães Amigas

Veja Também