? Mães Amigas - 10 coisas entre Noras e Sogras

10 coisas entre Noras e Sogras

10 coisas entre Noras e Sogras

15.01.18 – Sogra. Essa palavra causa arrepios em muitas mães! Depois de seis anos de Mães Amigas, sendo mediadora de mais de 300 rodas de conversa (de gestantes a avós), posso garantir que a relação entre noras e sogras é um assunto polêmico. Por isso, listei aqui alguns pontos com base no que escutei de ambos os lados ao longo desses anos e que valem o compartilhamento. Porém, antes de qualquer coisa, vou alinhar com vocês dois fatos.

Primeiro, acredite: TODA MÃE QUER ACERTAR! Segundo, uma mulher se transforma em mãe e uma mãe se transforma em avó. TODA SOGRA É AVÓ E TODA AVÓ É UMA MÃE. Parece óbvio, mas esquecer esses fatos é o que muitas vezes impede a compreensão no relacionamento em questão! Por fim, as reflexões abaixo são generalizadas, afinal, muitas noras amam suas sogras. Dessa forma, nem sempre a relação entre essas duas figuras se assemelha às cenas do filme “A Sogra”, que você pode conferir no trailer abaixo.

 

10 coisas entre Noras e Sogras

1. Grande parte das mulheres passa a vida esperando o dia em que o “bebê de plástico” ganhará vida. A expectativa para exercer essa função é tão grande que o medo se instala no dia da chegada desse filho.

2. Junto com o medo, a cobrança faz qualquer mãe defender suas escolhas. Dói receber críticas e ver dedos apontados na cara ao tomar uma decisão sobre o seu filho.

3. Uma mãe tem direito de fazer escolhas. Qualquer coisa que acontecer com a criança a fará carregar uma culpa, o que significa que ela terá que “engolir” uma possível consequência e isso já é suficientemente doloroso.

4. Uma quantidade grande das mães se incomoda com a intervenção da sogra. Isso porque ela quer viver intensamente essa maternidade e receber “aprovação” de quem está ao seu redor.

5. A chegada do neto dá às avós a oportunidade de reviver a maternidade. Muitas dedicaram a vida exclusivamente aos filhos e sentem-se perdidas quando seus eternos pequenos saem de casa.

6. Algumas avós não conseguem entender esse novo “papel” e querem tomar frente da maternidade alheia para resgatar aquela “função mãe” que tomou conta da sua vida no passado.

7. De acordo com algumas avós, assistir a nora fazer escolhas diferentes daquelas que elas acreditam causa irritação.

8. Muitas avós não sabem o que é “ajudar”. Elas acreditam que ajudar é fazer e não perguntam para a sua nora COMO ela quer ser ajudada. Muitas vezes lavar uma louça, preparar um almoço para essa nova mãe poder se alimentar bem ou trocar um lixinho do banheiro é muito mais importante para o bem estar do bebê do que pegá-lo no colo.

9. Aquela sogra que quer ensinar a nora a como ser mãe pode sentir-se frustrada ao descobrir que aquilo que ela escolheu no passado, como mãe, não é aceito nessa nova maternidade. Isso faz a avó refletir sobre suas escolhas maternas e, inconscientemente, colocar a sua “responsabilidade materna” em “cheque mate”. Como toda mãe, ela tentará se defender.

10. As brigas acontecem quando duas mães decidem defender a sua “escolha materna”. Ninguém quer errar, todas querem o melhor para o seu filho, para o seu neto. Em algumas histórias, a briga de nora e sogra se assemelha à briga de dois galos em um único território. Respeitar o espaço e a decisão de cada uma, com compaixão, aumenta as chances de todos os filhos (os casados e os bebês) sentirem-se mais seguros. Vó Feliz, mãe feliz, filhos felizes!

10 coisas entre Noras e Sogras

 

Confira Também:

Como se dar bem com as avós e sogras

Me Tornei Avó e Mãe ao Mesmo Tempo

 

Michelle Occiuzzi

Escrito por: Michelle Occiuzzi

Confira os 68 posts publicados pela Michelle Occiuzzi

Veja Tambm